Treinamento de força e sintomas de infecções respiratórias em mulheres pós-menopausadas

Rodrigo Dias, Adriana Terciotti de Oliveira, Fabrício Cieslak, Kleverton Krinski, Ronaldo Júlio Baganha, Vitor Alexandre Pezolato, Nathália Ferreira Camarço, Ivo Vieira de Sousa Neto, Dahan da Cunha Nascimento, Carlos Alberto da Silva, Jonato Prestes

Resumo


Introdução: Dentre vários sintomas relacionados à menopausa, destacam-se transpiração noturna, ressecamento vaginal, ondas de calor, alterações psicológicas relacionadas à depressão e diminuição da resposta imunológica. Objetivo: Investigar os efeitos do treinamento de força, sobre a intensidade dos sintomas de infecções das vias aéreas superiores em mulheres pós-menopausadas. Métodos: Participaram 16 mulheres (58,67 ± 6,12 anos) sedentárias na pós-menopausa alocadas no grupo controle e treinamento. Todas responderam um recordatório sobre a frequência e intensidade dos sintomas de infecções das vias aéreas superiores por uma escala padronizada ao longo das oito semanas de intervenção. Resultados: Foram apresentados níveis similares quanto à resposta da intensidade dos sintomas de infecções das vias aéreas superiores ao longo da intervenção para os grupos controle (r = -0,75 com p = 0,028) e treinamento (r = -0,78 com p = 0,029). Conclusão: O treinamento de força foi seguro no que se refere aos sintomas de infecções das vias aéreas superiores, já que não houve piora do quadro clínico.

Palavras-chave


Infecção; Menopausa; Sistema imunológico; Treinamento de resistência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v13n4.5053

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.