Incontinência urinária na paralisia cerebral: eficácia da TENS no nervo tibial posterior em mulheres adultas

Daniela Tanajura Caldeira, Bruna Henis Rodrigues, Ana Karênina Dias de Almeida Sabela, Francis Lopes Pacagnelli, Renata Augusta Beloni Digiovani, Gabriela Andrade Piemonte Lopes, Ana Paula Coelho Figueira Freire, Maria Tereza Artero Prado, Deborah Cristina Gonçalves Luiz Fernani

Resumo


Introdução: A Paralisia Cerebral (PC) pode estar associada á incontinência urinária (IU), que pode ser decorrente de alterações neurológicas. Objetivo: Avaliar eficácia da eletroestimulação transcutânea (TENS) do nervo tibial posterior na qualidade de vida de mulheres com IU e PC. Método: Relato de caso com duas mulheres (28 e 36 anos). Avaliado o tipo de disfunção urinária e questionário King’s Health Questionnaire (KHQ). Realizadas 20 sessões de eletroestimulação com frequência de 60 Hz, largura de pulso 200 µs, frequência da corrente de 01 Hz. A intensidade foi estabelecida de acordo com cada paciente. Resultados: Ambas diminuíram o número de idas ao banheiro e trocas dos forros. No KHQ, a paciente 1 melhorou nos domínios impacto da incontinência, limitação das tarefas, limitação física/social e medidas de segurança. Já a paciente 2, nos domínios limitações das tarefas, relações pessoais e sono/energia. Conclusão: A TENS melhorou a qualidade de vida destas mulheres.

Palavras-chave


Paralisia Cerebral; Estimulação Elétrica Nervosa Transcutânea; Incontinência Urinária.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v15n1.6249

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.