Comparação da termografia cutânea após aplicação da massagem modeladora, endermoterapia e eletrolipólise

Rafaela Ferreira de Araújo Costa, Dalilia Schmildt, Larissa Granato Viana, Graciele Guimarães Pitelli Aroca, Ligia Sousa

Resumo


Introdução: massagem modeladora, endermoterapia e eletrolipólise agem na superfície cutânea estimulando o aumento da temperatura, a qual pode ser avaliada pela termografia cutânea. Objetivo: comparar as variações na temperatura cutânea superficial da região abdominal, a curto prazo, após massagem modeladora, endermoterapia e eletrolipólise. Metodologia: trinta mulheres foram aleatorizadas para os grupos: massagem modeladora, endermoterapia e eletrolipólise, realizados na região abdominal, uma única vez. Foi realizada avaliação termográfica antes (primeira avaliação), imediatamente após (segunda avaliação) e 20 minutos após a aplicação das técnicas (terceira avaliação). Para análise dos dados utilizou-se ANOVA e Teste T. Resultados: observou-se aumento significativo da temperatura após a massagem modeladora (p<0,0001), endermoterapia (p<0,0001) e eletrolipólise (p<0,0001). Massagem modeladora e endermoterapia apresentaram aumento de temperatura significativo em relação a eletrolipólise. Conclusões: conclui-se que as técnicas são capazes de gerar aumento significativo na temperatura cutânea a curto prazo, com maior aumento da temperatura para massagem modeladora e endermoterapia.

Palavras-chave


Termografia; Temperatura Cutânea; Modalidades de Fisioterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v15n2.6327

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.