Análise comparativa dos efeitos da massoterapia e pompage cervical na dor e qualidade de vida em mulheres

Mateus Dias Antunes, Amanda Bissi Favoreto, Milena Satie Nakano, Rosangela Cocco Morales, José Roberto Andrade do Nascimento Junior, Daniel Vicentini de Oliveira, Sonia Maria Marques Gomes Bertolini

Resumo


Objetivo: Comparar os efeitos da massoterapia e pompage cervical na dor e qualidade de vida de mulheres. Método: Trata-se de um estudo quase experimental, no qual a amostra foi composta por 20 mulheres, entre 45 e 65 anos, divididas em dois grupos: 10 receberam massoterapia (Grupo A) e 10 receberam pompage (Grupo B), ambas as técnicas na região cervical. Para avaliação da dor foi a Escala Visual Analógica (EVA) e o Questionário SF-36 para a qualidade de vida, antes e após o período experimental. Resultados: na pompage houve diferença estatisticamente significante nos domínios Capacidade Funcional (p=0,003), Limitação por Aspecto Físico (p=0,006), Vitalidade (p=0,004) e Aspecto Social (p=0,003) da qualidade de vida. Já em relação ao grupo de massoterapia houve diferença apenas no domínio Dor (p=0,012). Conclusão: a massoterapia promoveu melhora na dor e a pompage resultados mais significativos na qualidade de vida, sendo que ambas podem ser utilizadas para tratamento de cervicalgia.

Palavras-chave


Cervicalgia; Massoterapia; Manipulações musculoesqueléticas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n1.7046

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.