Disfunções sexuais nos três trimestres gestacionais

Bruna da Silva Martins Köhler, Maíra Pereira Martins, Hedioneia Maria Foletto Pivetta, Melissa Medeiros Braz

Resumo


Introdução: Dificuldades sexuais são bastante frequentes durante a gestação, pelas mudanças hormonais e emocionais deste período.Objetivo: Avaliar a prevalência de disfunções sexuais nos três trimestres gestacionais. Métodos: Pesquisa observacional com 140 mulheres de 7 unidades básicas de saúde de um município do interior do RS. Foram aplicadosuma ficha de avaliação e o Female Sexual Function Index. Foi realizada a estatística descritiva para representação dos grupos e o teste de normalidade de Kolmogorov-Smirnov para os testes de hipóteses com nível de significância de 5%. Resultados: Houve alta prevalência de disfunção sexual, com diferença entre o primeiro e o segundo trimestres (p 0,018), e entre o primeiro e o terceiro trimestres (p 0,014). Conclusão: Houve alta prevalência de disfunção sexual (33,04%), sendo os domínios mais afetados a satisfação (100%), lubrificação (94,69%), orgasmo (94,59%) e excitação (91,89%). Identificou-se aumento das disfunções sexuais com a evolução da gestação.


Palavras-chave


Disfunção sexual fisiológica; Gravidez; Prevalência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v16n3.7652

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.