Evasão de estudantes dos cursos de turismo e hotelaria de uma universidade federal brasileira: motivos e consequências

David Leonardo Bouças da Silva, Lana Montezano, Igor Carneiro de Almeida

Resumo


Objetivo: Identificar os motivos que levam à evasão de discentes dos cursos de Turismo e Hotelaria de uma universidade federal do Nordeste brasileiro, bem como investigar as suas percepções sobre o momento pós-evasão.

Metodologia: Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo e exploratório, com 15 alunos evadidos dos cursos de Turismo e Hotelaria de uma IES pública, os quais foram selecionados pelos critérios de adesão e saturação teórica. A coleta de dados ocorreu por meio de entrevistas, com roteiro semiestruturado fundamentado na literatura específica, as quais foram gravadas, transcritas e submetidas à Análise de Conteúdo de Bardin (2011).

Originalidade/Relevância: Investiga o contexto de evasão específico de cursos de Hotelaria e Turismo, além de buscar compreender ganhos e perdas posteriores à evasão, sob a ótica dos evadidos, devido à carência de estudos com esta abordagem.

Principais resultados: A maioria dos discentes evadiu no primeiro ano do curso e não apresentava interesse prioritário na formação em Turismo ou Hotelaria. A evasão constitui um fenômeno multidimensional representado por oito motivos agrupados em duas categorias de fatores (Situacionais e Acadêmicos), sendo os mais recorrentes aqueles relacionados à carreira; dificuldade em conciliar estudo, trabalho e família; possuir ou iniciar outro curso; e razões de ordem familiar. No momento posterior à evasão, os entrevistados mencionaram tanto ganhos quanto perdas agrupadas em categorias acadêmico-profissionais e pessoais.

Contribuições: Permite identificar elementos relevantes ao tema da evasão que possam fornecer subsídios para as IES desenvolverem estratégias de permanência para os discentes.


Palavras-chave


Evasão; Motivos e Consequências; Turismo e Hotelaria; Ensino Superior; Universidade Federal.

Texto completo:

PDF

Referências


Adams, F.D., & Lawrence, G.J. (2011). Bullying Victims: The Effects Last Into College. American Secondary Education, 40(1), 4-13.

Almeida, O.C.S., Abbad, G.A., Meneses, P.P.M., & Zerbini, T. (2013). Evasão em cursos à distância: fatores influenciadores. Revista Brasileira de Orientação Profissional, 14(1), 19-33.

Ambiel, R.A.M. (2015). Construção da escala de motivos para evasão do ensino superior. Avaliação Psicológica, 14(1), 41-52.

Ambiel, R.A.M., Carvalho, L.F., Moreira, T.C., & Bacan, A.R. (2016). Funcionamento diferencial dos itens na escala de motivos para evasão do Ensino Superior (M-ES). Psico, 47(1), 68-76.

Aranha, K.C., & Rocha, F.D.C. (2014). Reflexões acerca do Ensino no Curso Superior de Turismo: Realidade, Desafios e Tendências. RITUR, 4(2), 67-76.

Baggi, C.A.S., & Lopes, D.A. (2011). Evasão e avaliação institucional no ensino superior: uma discussão bibliográfica. Avaliação, 16(2), 355-374.

Barcia, J.B., & Ricaurte-Quijano, C. (2016). Mujeres en Turismo: Equidad de género en la docencia e investigación en el área de Guayaquil, Ecuador. Estudios y Perspectivas en Turismo.25(3), 255-278.

Bardagi, M.P., & Hutz, C.S. (2009). Não havia outra saída: percepção de alunos evadidos sobre o abandono do curso superior. Psico-USF, 14(1), 95-105.

Bardagi, M.P., & Hutz, C.S. (2012). Rotina Acadêmica e Relação com Colegas e Professores: Impacto na Evasão Universitária. PSico, 43(2),174-184.

Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo. Ed.rev.ampl. São Paulo: Edições 70.

Barefoot, B.O. (2004). Higher education’s revolving door: confronting the problem of student dropout in US colleges and universities. Open Learning, 19(1), 9-18.

Barlem, J.G.T., Lunardi, V.L., Bordignon, S.S., Barlem, E.L.D., Lunardi Filho, W.D., Silveira, R.S., & Zacarias, C.C. (2012). Opção e evasão de um curso de graduação em enfermagem: percepção de estudantes evadidos. Revista Gaúcha Enfermagem, 33(2), 132-138.

Brandão, J.F., & Silva, A.B. (2018). Dejando Volar la Imaginación: El uso de la historieta como estrategia de enseñanza en hotelería. Estudios y Perspectivas en Turismo. 27(2), 233-255.

Brasil. (1996). Comissão Especial de Estudos sobre a evasão nas Universidades Públicas Brasileiras. Diplomação, retenção e evasão nos cursos de graduação em instituições de ensino superior públicas. Brasília: ANDIFES; ABRUEM; SESu, MEC, 35p.

Cardoso, D.F., & Ludovico, N. (2017). Estudo longitudinal sobre as pesquisas de evasão no ensino superior: Diretório IBICT. REFAS, 3(4), 1-18.

Castro, P.A., Souza, T.S., & Sá, S. (2019). Evasão no ensino superior: mapeamento de cursos licenciaturas da Universidade Federal de Goiás. Revista EDaPECI, 18(3), 45-60.

Catramby, T.C., & Costa, S.R.R. (2004). Qualificação Profissional em Turismo como Fator de Competitividade do Setor. Caderno Virtual de Turismo, 4(3), 26-34.

Chim-Miki, A.F., Campos, D.B., & Melo, L.S.A. (2019). Definindo espaços de educação criativa no Ensino Superior de Administração através de mecanismos de cocriação de valor. Administração: Ensino e Pesquisa, 20(2), 1-22.

Ferreira, L., Silva, A., Silva, D., & Sousa, T. (2017). Mulheres em cargos de gerência e os desafios em conciliar vidas pessoal e profissional: um estudo em hotéis de São Luís-MA, Brasil. Revista Turismo & Desenvolvimento, 27/28, 2279-2289.

Flick, U. (2009). Introdução à pesquisa qualitativa. 3ªed. Porto Alegre: Artmed: 405p.

Fontanella, B.J.B., Ricas, J., & Turato, E.R. (2008). Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Caderno de Saúde Pública, 24(1), 17-27.

Ishitani, T.T., & DesJardins, S.L. (2002). A Longitudinal Investigation of Dropout from College in the United States. Journal College Student Retention, 4(2), 173-201.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira [INEP]. (2015). Sinopse Estatística da Educação Superior 2014. Brasília, Inep.

Lamers, J.M.S., Santos, B.S., &Toassi, R.F.C. (2017). Retenção e evasão no ensino superior público: estudo de caso em um curso noturno de odontologia. Educação em Revista, (33), 1-26.

Lima, F.S., & Zago, N. (2018). Desafios conceituais e tendências da evasão no ensino superior: a realidade de uma universidade comunitária. Revista Internacional de Educação Superior, 4(2), 366-386.

Marques, W., Darn, T., & Imamura, M. (2018). O profissional do Turismo – formação superior e trabalho. Revista Eletrônica de Educação, 12(2), 336-344.

Melguizo, T., Torres, F.S., & Jaime, H. (2011). The association between financial aid availability and the college dropout rates in Colombia. High Education, 62(2), 231-247.

Mota, K.C.N., & Anjos, F.A. (2012). Educação superior em turismo no Brasil: Análise da oferta de cursos superiores no Nordeste brasileiro pelos institutos federais. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo. 6(1), 48-63.

Netto, C., Guidotti, V., & Santos, P.K. (2012). A evasão na EAD: investigando causas, propondo estratégias. Anais da Conferencia Latinoamericana sobre el Abandono en la Educación Superior, 2, CLABES.

Nieves, S.G. (2010). La experiencia de un diseño curricular en turismo basado en un modelo por competencias profesionales. Estudios y Perspectivas en Turismo, 19(1), 139-156.

Oliveira, P.R., Oesterreich, S.A., & Almeida, V.L. (2018). Evasão na pós-graduação à distância: evidências de um estudo no interior do Brasil. Educação e Pesquisa.,44(e165786), 1-20.

Petrizzi, R.S., Ollero, J.L.S., & Pozo, A.F.G. (2015). Desajuste Educativo: situación actual e implicancias en el sector hotelero del Noroeste argentino. Estudios y Perspectivas en Turismo, 24(3), 470-492.

Pimentel, T., Carvalho, F., & Pimentel, M. (2017). Mapeamento da Oferta Educacional e das Estruturas Formais de Pesquisa em Turismo no Brasil. Revista Turismo & Desenvolvimento, 27/28, 1771-1784.

Robbins, S.P., Judge, T.A., & Sobral, F. (2011). Comportamento Organizacional. 14ª ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Sampaio, B., Sampaio, Y., Melo, E.P.G., & Melo, A.S. (2011). Desempenho no Vestibular, Background Familiar e Evasão: Evidências da UFPE. Economia Aplicada, 15(2), 287-309.

Santos, M.A.F., Siqueira, M.V.S., & Mendes, A.M. (2011). Sofrimento no trabalho e imaginário organizacional: ideação suicida de trabalhadora bancária. Psicologia & Sociedade, 23(2), 359-368.

Santos, V.M. (2018). Estilos de aprendizagem no Ensino Superior: enfrentando a evasão e a retenção. Práxis Educativa, 13(2), 578-595.

Santos Jr., J.S, & Real, G.C.M. (2017). A evasão na educação superior: o estado da arte das pesquisas no Brasil a partir de 1990. Avaliação, 22(2), 385-402.

Silva, G.P. (2013). Análise de evasão do ensino superior: uma proposta de diagnóstico de seus determinantes. Avaliação, 18(2), 311-333.

Silva Filho, R.L.L., Motejunas, P.R., Hipólito, O., & Lobo, M.B.C.M. (2007). A evasão no ensino superior brasileiro. Cadernos de Pesquisa, 37(132), 641-659.

Sogayar, R.L., & Rejowski, M. (2011). Ensino Superior em Turismo em Busca de Novos Paradigmas Educacionais: problemas, desafios e forças de pressão. Revista Turismo Visão e Ação – Eletrônica, 13(3), 282-298.

Sousa, A.S.Q., Mártires, H., & Sousa, C. (2018). Motivos para evadir da Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve/Portugal, segundo os estudantes. Revista Educação em Questão, 56(47), 43-70.

Sousa, E.N., & Tomazzoni, E.L. (2017). El Análisis de Contenido en las Investigaciones Turísticas en Brasil: ¿Qué muestran las revistas brasileñas de turismo? Estudios y Perspectivas en Turismo, 26(1), 42-61.

Tae-dong, K., Min-young, Y., Jinhwa, B., Byoung-a, M., Inseong, L., & Jinwoo, K. (2017). Escape from infinite freedom: Effects of constraining user freedom on the prevention of dropout in an online learning context. Computers in Human Behavior, 66, 217-231.

Tomazoni, E.L. (2007). Educação Profissional em Turismo. Cria-se Mercado pela Formação? Turismo em Análise, 18(2), 197-219.

Vitória, M.I.C., Casartelli, A., Rigo, R.M., & Costa, P.T. (2018). Engajamento acadêmico: desafios para a permanência do estudante na Educação Superior. Educação, 4(2), 262-269.

Xu, Y.J. (2017). Localizing College Retention Efforts: The Distance between Theoretical Orientation and Institution-Specific Needs. Innovative Higher Education, 42, 49-63.

Ziliotto, D.M., Souza, D.J., & Andrade, F.I. (2018). Quando a inclusão não se efetiva: a evasão de alunos surdos ou com deficiência auditiva no ensino superior. Revista Educação Especial, 31(62), 727-740.




DOI: https://doi.org/10.5585/podium.v9i2.15853

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

e-ISSN: 2316-932X
www.podiumreview.org.br

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review ©2020 Todos os direitos reservados.