Futebol: uma revisão sistemática da produção científica nacional e internacional sobre a ótica econômico-financeira

Leonardo de Lima Neves, Sirlei de Andrade Maciel, Milena Benteu de Marins, José Aparecido Moura Aranha

Resumo


Objetivo do estudo: O presente estudo teve como objetivo verificar quais são os indicadores financeiros mais evidenciados nos estudos que analisam os clubes de futebol. Portanto, adotou-se a revisão sistemática com a metodologia PRISMA, efetivada nas bases Scopus e Web of Science.
Metodologia/abordagem: De caráter descritivo, a pesquisa se efetivou, através de revisão sistemática onde foi definida uma string de busca (palavras-chaves): ("soccer" OR "football clubs") AND ("financial performance" OR "economic performance" OR "financial" OR "financial indicator*"), e foram encontrados 151 trabalhos que, após selecionados, resultaram em 16 artigos a serem investigados. A partir disso, foi descrito o perfil das publicações, identificando objetivos, procedimentos metodológicos e principais resultados.
Originalidade/Relevância: A revisão sistemática aplicada nas pesquisas que analisam os clubes de futebol poderá servir de base para futuros estudos, constituindo-se como um respaldo para novos progressos, além de propor um arcabouço com métricas de desempenho econômico e financeiro.
Principais resultados: O ano de 2019 foi o período com maior número de trabalhos, sendo 6 artigos publicados. Tratando-se das revistas onde estes trabalhos foram publicados, destaca-se a PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review com 4 trabalhos e a Revista Evidenciação Contábil & Finanças com 2 trabalhos. Dentre os achados, foi elaborado um rol com 48 indicadores, sendo o ROA como métricas mais recorrentes nos estudos, seguindo pela Liquidez Corrente presente em oito trabalhos. Em terceiro lugar, Liquidez Imediata e o ROE apareceram em cinco estudos cada.
Contribuições teóricas/metodológicas: Esta pesquisa agrega a literatura ao evidenciar os índices mais utilizados nos estudos científicos, podendo servir de base para novos estudos.

 


Palavras-chave


Clubes de futebol; Índice financeiro; Desempenho financeiro; Índice econômico; Desempenho econômico.

Texto completo:

PDF

Referências


Alaminos, D., & Fernández, M. Á. (2019). Why do football clubs fail financially? A financial distress prediction model for European professional football industry. PloS one, 14(12), e0225989. https://doi.org/10.1371/journal.pone.0225989

Alves, C. V. N. et al. (2015). Força explosiva em distintos estágios de maturação em jovens futebolistas das categorias infantil e juvenil. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 37(2), 199-203. https://doi.org/10.1016/j.rbce.2015.02.001

Aranha, J. A. M., Dias, A. M. (2015). Construção e aplicação de índices-padrão. In Seminário Internacional de Integração e Desenvolvimento Regional, I. Ponta-Porã, MS. Disponível em: https://anaisonline.uems.br/index.php/ecaeco/article/download/2725/2798

Assaf Neto, A., & Lima, F. G. (2014). Curso de Administração Financeira. 3 ed. São Paulo: Atlas.

Assaf Neto, A. (2010). Finanças corporativas e valor. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Assaf Neto, A. (2010), Estrutura e Análise de Balanços. São Paulo: Atlas.

Augusto-Eça, J. P., Magalhães-Timotio, J. G., & Leite Filho, G. A. (2018). O desempenho esportivo e a eficiência na gestão determinam o desempenho financeiro dos clubes de futebol brasileiro? uma análise com dados em painel. Cuadernos de Administración, 31(56), 137-161. https://doi.org/10.11144/javeriana.cao.31-56.deegd

Avelar, E. A., Santos, T. S., Ribeiro, L. M. P. (2014). Análise do desempenho econômico financeiro de clubes brasileiros de futebol. In: XXI Simpósio de Engenharia de Produção, 21. Bauru.

Bastos, A. M., Bonato S. V., & Gomes D. G. (2019). INDICADORES DEL DESEMPEÑO PARA ORGANIZACIONES HOSPITALARIAS: UNA REVISIÓN SISTEMÁTICA. E&G Economia e Gestão, Belo Horizonte, v. 19, n. 52. https://doi.org/10.5752/P.1984-6606.2019v19n52p43-60

Bastos, P. S. S., Pereira, R. M., Tostes, F. P. (2007). Uma contribuição para a evidenciação do ativo intangível-atletas-dos clubes de futebol. Pensar contábil, 9(36). Disponível em: http://www.spell.org.br/documentos/ver/21714/uma-contribuicao-para-a-evidenciacao-do-ativo-intangivel---atletas---dos-clubes-de-futebol/i/pt-br

Benin, M. M., Diehl, C. A., & Figueira-Marquezan, L. H. (2019). Determinantes da evidenciação de indicadores não financeiros de desempenho por clubes brasileiros de futebol. Estudios Gerenciales, 35(150), 16-26. https://doi.org/10.18046/j.estger.2019.150.2884

Bonfim, M. P. Cole, N. R. (2019). Desempenho Econômico-Financeiro e Clubes de Futebol – Uma Análise nas Agremiações da Região Sudeste. Revista de Gestão e Negócios do Esporte (RGNE). 4 (1), 48-63. Disponivel em: https://encurtador.com.br/jlv26

Botelho, L. L. R., Cunha, C. C. A., & Macedo, M. (2011). O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e sociedade, 5(11), 121-136. Disponivel em: http://www.spell.org.br/documentos/ver/10515/o-metodo-da-revisao-integrativa-nos-estudos-organizacionais/i/pt-br

Castro, C. M. (2001). A prática da pesquisa. São Paulo: Mcgrow-Hill do Brasil.

Carvalho, L. C., de Oliveira, P. H. C., & Giarola, E. (2020) Determinantes da rentabilidade em clubes de futebol brasileiro. Anais Do Congresso Brasileiro De Custos - ABC. Recuperado de https://anaiscbc.abcustos.org.br/anais/article/view/4726

Corrêa, H. L., & Junior, F. H. (2008) Sistemas de mensuração e avaliação de desempenho organizacional: estudo de casos no setor químico no Brasil. Revista Contabilidade & Finanças, 19(48), p. 50-64. https://doi.org/10.1590/S1519-70772008000300005

Costa, L. M., Tondolo, V. A. G., Tondolo, R. D. R. P., Longaray, A. A., & Guimarães, J. C. F. (2019). Avaliação de desempenho em organizações do terceiro setor: uma proposta de indicadores baseada na revisão sistemática da literatura sobre o tema. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, 11(3), 109-135. https://10.19177/reen.v11e32018109-135

Costa, R. S. (2010). Contabilidade para Iniciantes em Ciências Contábeis e Cursos Afins. São Paulo: Editora Senac.

Cunha, P. R., Santos, C. A., & Haveroth, J. (2017). Fatores contábeis explicativos da política de estrutura de capital dos clubes de futebol brasileiros. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, 6(1), 01-21. https://doi.org/10.5585/podium.v6i1.166

Dimitropoulos, P. E., & Koronios, K. (2018). Earnings Persistence of European Football Clubs under UEFA’s FFP. International Journal of Financial Studies, 6(2), 43. https://doi.org/10.3390/ijfs6020043

Dos Santos, A. F., Greuel, M. A. (2010). Análise da gestão financeira e econômica dos clubes brasileiros de futebol: uma aplicação da análise das componentes principais. In. XIII Seminário em Administração São Paulo. http://sistema.semead.com.br/13semead/resultado/trabalhosPDF/261.pdf

Espitia-Escuer, M., & García-Cebrián, L. I. (2010). Measurement of the efficiency of football teams in the Champions League. Managerial and Decision Economics, 31(6), p. 373–386. https://doi.org/10.1002/mde.1491

Evans, R., Walters, G., & Tacon, R. (2019). Assessing the effectiveness of financial regulation in the English Football League. Accounting, Auditing & Accountability Journal, 32(7), 1876-1897. http://dx.doi.org/10.1108/AAAJ-12-2017-3288

Ferreira, H. L., Marques, J. A. V. da C., & Macedo, M. A. D. S. (2018). Desempenho Econômico-Financeiro E Desempenho Esportivo: Uma Análise Com Clubes De Futebol Do Brasil. Contextus – Revista Contemporânea de Economia e Gestão, 16(3), p. 124-150. https://doi.org/10.19094/contextus.v16i3.39907

Frey, I. A.; Cunha, R. Z. (2014). Demonstrações contábeis dos Clubes de futebol do campeonato Catarinense de 2002: verificação da adequação à legislação vigente. Revista Científica do Alto Vale do Itajaí, 3 (4), 12-24. https://doi.org/10.5965/2316419003042014012

Galvão, C. M., Sawada, N. O., & Trevizan, M. A. (2004). Revisão sistemática: recurso que proporciona a incorporação das evidências na prática da enfermagem. Revista Latino-americana de enfermagem, 12(3), 549-556. https://doi.org/10.1590/S0104-11692004000300014

Gitman, L. J. (2001). Princípios de administração financeira essencial. 2. ed. Porto Alegre: Bookman.

Gitman, L. J. (2010). Princípios de administração Financeira, 12. ed. São Paulo: Pearson.

Gonçalves, E. (2016). O tamanho do esporte brasileiro. Recuperado de http://globoesporte.globo.com/platb/olharcronicoesportivo/2012/09/19/o-tamanho-doesporte-brasileiro/

Greenhalgh, T. (1997). Papers that summarize other papers (systematic review and meta-analyses). British Medical Journal, London, v. 315, n. 7109, p. 672-675. Doi: https://doi.org/10.1136/bmj.315.7109.672

Groppelli, A. A., Nikbakht, E. (2002). Administração financeira. 2. ed. São Paulo: Saraiva

Jahara, R. C., Mello, J. A. V. B., & Afonso, H. C. A. G. (2016). Proposta de Índice Padrão e Análise de Performance Financeira dos Clubes Brasileiros de Futebol da Série A no Ano 2014. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, 5(3), 20-40. https://doi.org/10.5585/podium.v5i3.144

Kasznar, I. (2013). A evolução do PIB do Esporte: Financiamento privado e público. EletroRev, 61, 1-37.

Kitchenham, B. (2004) Procedures for performing systematic reviews. Keele, UK, Keele University, v. 33, n. 2004, p. 1-26.

Lombardo, G., Mazzocchetti, A., Rapallo, I., Tayser, N., & Cincotti, S. (2019). Assessment of the economic and social impact using SROI: An application to sport companies. Sustainability, 11(13), 3612. https://doi.org/10.3390/su11133612

Lucente, A. R., & Bressan, P. E. R. (2015). Análise de índices financeiros: Estudo de caso do Sport Club Corinthians Paulista no período de 2008 a 2013. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, 4(3), 185-196. https://doi.org/10.5585/podium.v4i3.114

Luz, E. R., Santos, N. M. (2013). Aplicação da análise fatorial utilizando os indicadores econômico-financeiros para verificar quais se adaptam melhor aos setores e as empresas. Anais do XX Simpósio de Engenharia de Produção.

Moher, D., Liberati, A., Tetzlaff, J., Altman, D. G., & Prisma Group. (2009). Reprint—preferred reporting items for systematic reviews and meta-analyses: the PRISMA statement. Physical therapy, 89(9), 873-880. https://10.1371/journal.pmed.1000097

Muniz, L. S; Silva, M. (2020). Análise das demonstrações contábeis dos clubes brasileiros de futebol: comparação entre a situação econômica e financeira e o aproveitamento nas partidas oficiais de 2015 a 2017. Cafi, 3 (1), 17-32. https://doi.org/10.23925/cafi.v3i1.45676

Nascimento, C. L. D. do, Dantas, M. G. da S., & Azevedo, Y. G. P. (2019). A Influência dos Fatores Financeiros e Esportivos Sobre o Valor dos Clubes de Futebol Brasileiros. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 7(1), 94-111. https://doi.org/10.22478/ufpb.2318-1001.0v0n0.37890

Neves, L. L. (2021) VARIÁVEIS MACROECONÔMICAS E SUA RELAÇÃO COM INDICADORES ECONÔMICOS, FINANCEIROS E SOCIAIS: Um estudo de empresas brasileiras de construção civil listadas na B3. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis). Escola de Administração e Negócios – ESAN, Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS, Campo Grande, MS, Brasil, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufms.br/handle/123456789/4203

Neves, L. de L., Maciel, S. de A., & Figueiredo, A. M. R. (2020) CONSTRUÇÃO, INDICADOR E PERFORMANCE: uma revisão sistemática da produção científica internacional sobre a ótica econômico-financeira. Anais Do Congresso Brasileiro De Custos - ABC. Recuperado de https://anaiscbc.emnuvens.com.br/anais/article/view/4809

Oyadomari, J. C. T. (2008). Uso do Sistema de Controle Gerencial e Desempenho: Um estudo em empresas brasileiras sob a ótica da V.B.R. (Visão Baseada em Recursos). Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) – Departamento de Contabilidade e Atuária da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo, São Paulo. https://10.11606/T.12.2008.tde-16012009-112641

Plumley, D. J., Wilson, R., & Shibli, S. (2017). A holistic performance assessment of English Premier League football clubs 1992-2013. Journal of Applied Sport Management, 9(1). https://10.18666/JASM-2017-V9-I1-7353

Rezende, A. J., & Dalmácio, F. Z. (2015). Práticas de governança corporativa e indicadores de performance dos clubes de futebol: uma análise das relações estruturais. Revista Contabilidade, Gestão e Governança, 18(3). Recuperado de http://www.revistacgg.org/index.php/contabil/article/view/878

Rezende, A.J., Dalmacio, F.Z. and Facure, C.E.F. (2010). Practice of corporate governance in football clubs. International Journal of Economics and Accounting, 1(4), p .410–447. https://10.4013/base.2015.122.05

Rezende, A. J.; Dalmacio, F. Z.; Salgado, A. L. (2010) Nível de disclosure das atividades operacionais, econômicas e financeiras dos clubes brasileiros. Revista Contabilidade, Gestão e Governança, Brasília, 13(2), p.36-50. Disponível: http://www.spell.org.br/documentos/ver/8401/nivel-de-disclosure-das-atividades-operacionais--economicas-e-financeiras-dos-clubes-brasileiros/i/pt-br

Ribeiro, A. C., & Espejo, M. M. S. B. (2020) Controle Gerencial em Startups: Uma Revisão Sistemática da Produção Científica Internacional. In. XX USP International Conference in Accounting. São Paulo.

Ribeiro, L. Brunozi Junior, A. C. (2013). Análise Multivariada dos Indicadores Econômico-financeiros das Empresas de Construção e Engenharia listadas na BM&FBovespa: Um estudo da Aplicabilidade da Pecking Order Theory. Revista Gestão & Sociedade. 2(1), Rio de Janeiro. Disponível: https://revista.uniabeu.edu.br/index.php/gs/article/view/1043

Sakınç, İ., Açıkalın, S., & Soygüden, A. (2017). Evaluation of the relationship between financial performance and sport success in European football. Journal of Physical Education and Sport, 17, 16-22. https://10.7752/jpes.2017.s1003

Santos, C. A., Dani, A. C., & Hein, N. (2016). Estudo da Relação entre os Rankings Formados pela Confederação Brasileira de Futebol e Indicadores Econômico-Financeiros dos Clubes de Futebol Brasileiros. PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review, 5(3), 41-59. https://10.5585/podium.v5i3.161

Santos, N. et al. (2010) Futebol, o espetáculo mundial: resenha da obra futebol e globalização. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 32(1). https://doi.org/10.1590/S0101-32892010000400017

Silva, C. A. T.; Teixeira, H. M; Niyama, J. K. (2009). Evidenciação contábil em entidades desportivas: uma análise dos clubes de futebol brasileiros. In: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 9. São Paulo. Disponível: https://congressousp.fipecafi.org/anais/artigos92009/305.pdf

Silva, L. R., Mello, J. A. V. B., Orrico Filho, R. D. (2015). Índice padrão e análise da performance financeira das empresas concessionárias de exploração de Rodovias. Revista Scentia Plena. 11(3), 1-16. Recuperado de https://www.scientiaplena.org.br/sp/article/view/2138

Silva, N. O. da, & Freire, F. de S. (2019). Mandatory Disclosure Level, Sports and Financial Performance of Brazilian Soccer Clubs. Journal of Accounting, Management and Governance, 22 (3), 334-351. http://dx.doi.org/10.21714/1984-3925_2019v22n3a2

Silva, L. J. P., Neves, L. L., Maciel, S. A., Pereira, A. S., & Vendramin, E. O. (2021). CONSTRUÇÃO DE ÍNDICE PADRÃO: UMA ANÁLISE FINANCEIRA DOS CLUBES DE FUTEBOL BRASILEIROS DA SÉRIE A. Revista Conhecimento Contábil, 11(01). Recuperado de http://periodicos.apps.uern.br/index.php/RCC/article/view/3290

Simons, R. (2000). Performance measurement & control systems for implementing strategy. New Jersey: PrenticeHall.

Tian, Z. Ketsaraporn, S. (2013). Benchmarking de desempenho para a criação de melhores práticas em competitividade de negócios e estudo de caso. Revista Internacional de Redes e Organizações Virtuais, 12 (1), 40. https://10.1504 / ijnvo.2013.051749

Tjønndal, A. (2016). Sport, innovation and strategic management: A systematic literature review. Brazilian Business Review, 13(Special Ed), 38-56. https://doi.org/10.15728/edicaoesp.2016.3

Umbelino, W. L., Silva, R. B., Ponte, V. M. R., & Lima, M. C. (2019). Disclosure em Clubes de Futebol: Estudo sobre os Reflexos da Lei do PROFUT. Revista Evidenciação Contábil & Finanças, 7(1), 112-132. https://doi.org/10.22478/ufpb.2318-1001.2019v7n1.38074

Yasar, N. N., Isik, M., & Calisir, F. (2015). Intellectual capital efficiency: the case of football clubs. Procedia-Social and Behavioral Sciences, 207, 354-362. https://10.1016/j.sbspro.2015.10.105




DOI: https://doi.org/10.5585/podium.v11i3.19615

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2022 PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

e-ISSN: 2316-932X
www.podiumreview.org.br

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional