SAMU Industrial: Uma Proposta de Atendimento Pré-Hospitalar em Polo Industrial e Petroquímico

Renato Aparecido Dutra Matos

Resumo


A vulnerabilidade de riscos iminentes frente aos acontecimentos imprevisíveis de natureza ambiental, desastres naturais, catástrofes, acidentes envolvendo produtos perigosos e entre outras situações de emergências químicas caracterizadas por intermitente gravidade, duração e amplitude, têm despertado a atenção das autoridades públicas, empresários, trabalhadores e comunidades em complexo polo industrial e petroquímico. O estudo teve por objetivo: Discutir pressupostos em implantação de um nexo componente ao SAMU/192 com ênfase na atenção às emergências associado ao atendimento às urgências envolvendo acidentes por substâncias químicas. Trata-se de um estudo descritivo caracterizado por revisão de literatura. Foram pesquisados artigos publicados nas bases de dados SciELO, Bireme, Periódicos Capes e LILACS. O refinamento da pesquisa constituiu-se pela conjunção dos descritores chaves (DECs): emergências, serviços de saúde de emergências, atendimento de emergência pré-hospitalar; acidentes químicos e política de saúde. Artigos de procedência nacional, idioma português, periodicidade de publicação entre os anos de 1995 a 2011. Os resultados evidenciaram a necessidade em nortear os programas em Atendimento Pré Hospitalar (APH), o conhecimento sobre técnicas e protocolos de resposta a emergência com produtos perigosos. Os acidentes envolvendo substâncias químicas requerem enorme envolvimento das equipes de emergência e conhecimentos especializados em produtos perigosos para garantir que as atividades de controle e assistência sejam adequadas. Apesar dos avanços da política pública de atenção integral às urgências, continuam a discussão e o aprimoramento, especialmente as situações de extremo risco em emergências químicas. Preconizam-se ações conjuntas do Governo Federal, Estadual e Municipal na estratificação do Samu Industrial, visando celebração de convênios e parcerias com as indústrias em polo industrial e petroquímico, além de participação dos trabalhadores e comunidade, visando à redução da morbidade e da mortalidade por acidentes envolvendo produtos perigosos e acidentes ampliados.

DOI: 10.5585/rgss.v1i2.16


Palavras-chave


Emergências; Serviços de Saúde de Emergências; Atendimento de Emergência Pré-Hospitalar; Acidentes Químicos, Política de Saúde.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/rgss.v1i2.16

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista de Gestão em Sistemas de Saúde – RGSS

 

Revista de Gestão em Sistemas de Saúde (RGSS)
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.