Percepção de gestantes do Amazonas em relação à saúde bucal

Savana de Alencar Maia, Pollyana Cinthia de Souza da Silva, Maria Eliana Cruz de Almeida, Andrea Melo Moutinho da Costa

Resumo


Nesta pesquisa, avaliou-se a percepção da gestante, na cidade de Manaus, Amazonas, em relação à saúde bucal, identificando-se representações sociais que permeiam a atenção odontológica das gestantes. Consideraram-se informações de 43 grávidas, entre 15 e 40 anos, do Centro de Saúde da Zona Leste de Manaus, dispostas em questionário. Os resultados foram submetidos à análise estatística descritiva e mostraram porcentual significante de gestantes com menos de 20 anos (30,23%), a maioria no terceiro trimestre de gestação (55,81%), com baixo nível de escolaridade (55,81%) e renda familiar inferior a um salário mínimo (60,47%). No Amazonas, a percepção da saúde bucal pelas grávidas foi considerada baixa. Os dados analisados confirmam a necessidade de programas de saúde bucal direcionados para gestantes, destacando-se a conscientização e orientação para que possam zelar pela saúde bucal familiar.

Palavras-chave


Percepção da gestante. Saúde bucal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v6i2.1165

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2007 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional