Conhecimento teórico-prático da equipe assistente sobre manejo e pressão do balonete endotraqueal

Vera Lúcia Taveira de Souza Stanzani, Raquel Ribeiro, Elaine Silvino Silva, Walquiria Macedo Pinto

Resumo


A equipe que presta assistência aos pacientes ventilados mecanicamente desempenha papel fundamental no controle das pressões do balonetes (Cuff) das cânulas e tubos endotraqueais. Objetivamos com este estudo, analisar o conhecimento teórico e seu reflexo na conduta clínica quanto ao manejo e pressão intrabalonete da equipe. Perguntas sobre técnica de insuflação, mensuração e freqüência, pressão ideal e repercussões de pressões intrabalonetes inadequadas, foram respondidas por amostra aleatória de 60 profissionais. Quanto à técnica de insuflação do cuff o conhecimento da técnica recomendada em relação à praticada foi 2,69 vezes maior (OR=2,69 [1,15-6,37]); 61,7% utilizam palpação do balonete externo para mensurar a pressão intrabalonete (OR=35,44 [7,44-230,96]), demonstrando conhecimento teórico 35,44 vezes maior da técnica ideal do que a utilizada na conduta clínica. Os profissionais apresentaram adequado conhecimento no manejo e das pressões ideais intrabalonete, porém pouco se utilizam deste conhecimento, sugerindo a elaboração de um protocolo para cuidados com os balonetes endotraqueais.

Palavras-chave


Equipe multidisciplinar; Pressão do balonete endotraqueal; Ventilação mecânica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i1.1500

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.