Efeito da laserterapia de baixa potência sobre o tecido ósseo – Revisão de literatura

Gustavo Tralli Nogueira, Raquel Agnelli Mesquita Ferrari, Manoela Domingues Martins, Sandra Kalil Bussadori, Tatiana Dias Silva, Kristianne Porta Santos Fernandes

Resumo


A estrutura óssea presente no corpo humano é um tecido rígido que possui vasos sanguíneos, nervos e boa capacidade de regeneração. Ela tem como funções principais sustentação, proteção e armazenamento de sais minerais. Nessa estrutura, os osteoblastos são as células responsáveis pela reparação e deposição de matriz óssea. São realizados cada vez mais estudos para aumentar a adesão e a proliferação dos osteoblastos a fim de melhorar a cicatrização. A laserterapia pode contribuir, de maneira significativa, no processo de reparação óssea, por exemplo, diminuindo a inflamação, melhorando a cicatrização, aliviando a dor, modulando os processos metabólicos celulares, reforçando o potencial biológico regenerativo dos tecidos. Essa terapia pode proporcionar bons resultados nas reações metabólicas ósseas, embora os mecanismos que os tornam possíveis não estejam bem elucidados ainda, esses dados sugerem que a terapia com laser de baixa potência pode promover uma bioestimulação e favorecer a proliferação, diferenciação e ativação do metabolismo dos osteoblastos.

Palavras-chave


Laser de baixa potência; Osteoblastos; Tecido ósseo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v8i4.2042

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2009 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.