Efeitos do treinamento físico em crianças asmáticas

Valéria Duarte de Souza, Taiana Bertaccini Almas de Jesus, Victor Francisco de Souza, Aline Dias, Roger Brum Simões, Adriana Marques Battagin, Dirceu Costa, João Carlos Ferrari Corrêa, Luis Vicente Franco Oliveira, Luciana Maria Malosá Sampaio

Resumo


Introdução: Programas de condicionamento físico para pacientes asmáticos têm promovido melhora da capacidade física, diminuição da incidência e frequência de crises asmáticas, redução da sintomatologia e proporcionado maior independência social e psicológica. Objetivo: Avaliar os efeitos do treinamento físico em crianças asmáticas. Métodos: Este estudo foi um ensaio clínico em que foram avaliadas 13 crianças de ambos os sexos (8,6±2,8 anos), destas apenas três deixaram o programa alegando não terem condições financeiras. Os pacientes foram avaliados pelo teste de caminhada de 6 minutos e teste de degrau de 6 minutos, e reavaliados, após 12 semanas de tratamento. Resultados: Observou-se, pós treinamento, que as crianças tiveram um aumento significativo de desempenho em ambos os testes – na distância percorrida, de 351,5±153,1 para 463,75±172,4 metros e no número de subidas e descidas de degrau de 57±11 para 79±14. Conclusão: Pode-se inferir que houve melhora no condicionamento físico e na qualidade de vida das crianças analisadas.

Palavras-chave


Asma, Treinamento, Teste de degrau.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i2.2213

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.