Efetividade da fisioterapia associada à musicoterapia na doença de Parkinson

Fernanda Correa Yamashita, Tane Cristine Saito, Isabela Andrelino de Almeida, Natália Mariano Barboza, Suhaila Mahmoud Smaili Santos

Resumo


Introdução: Instabilidade postural, alterações de equilíbrio e de marcha presentes na doença de Parkinson (DP) contribuem para a perda de função e independência do paciente. Objetivo: Analisar a efetividade da associação entre fisioterapia e musicoterapia na melhora do equilíbrio e marcha em indivíduos com DP. Métodos: Ensaio clínico não controlado, composto por sete indivíduos, do gênero masculino, com diagnóstico de DP classificados entre os estágios 1 e 3 da escala de Hoehn e Yahr modificada. Os pacientes foram avaliados no início (Ai) e no fim (Af) de um programa de intervenção com 12 sessões de fisioterapia associado à musicoterapia, três vezes por semana. Resultados: Houve diferença estatisticamente significante entre Ai e Af no equilíbrio (p=0,02), velocidade da marcha (p=0,01), número de passos (p=0,01) e tempo da distância percorrida (p=0,01). Conclusão: O programa de reabilitação aplicado foi efetivo, com significância estatística para os desfechos que incluíram equilíbrio e marcha.

Palavras-chave


Doença de Parkinson; Equilíbrio postural; Marcha; Modalidades de fisioterapia; Musicoterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v11n4.3857

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2012 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.