Compreendendo os significados das emoções e sentimentos em indivíduos autistas no ambiente aquático

Daniela Amorim dos Santos, Lara de Araújo Miranda, Emília Amélia Costa Pinto da Silva, Petrucio Venceslau de Moura, Clara Maria Silvestre Monteiro de Freitas

Resumo


Introdução: O autismo é um transtorno do desenvolvimento que consiste em uma alteração do sistema nervoso central, ocasionando problemas no comportamento. Entretanto, a prática da natação tem auxiliado na socialização dos portadores. Objetivo: Analisar as manifestações emocionais influenciadas pela prática aquática em crianças autistas. Métodos: Trata-se de uma pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa. Participaram do estudo seis crianças que frequentam regularmente a Fisioclínica de Casa Forte, Recife (PE). Os instrumentos utilizados foram questionário sociodemográfico, roteiro de entrevista semiestruturada e de observação. Resultados: As crianças demonstraram ansiedade antes de entrarem na piscina, mas, após, mostraram entusiasmo, alegria e sentimento de calma. No término das aulas, 50% delas resistiram em sair da água, sugerindo interesse em permanecer na aula. As participantes interagiram mais com brinquedos do que entre si ou com a professora. Conclusão: O trabalho realizado de forma lúdica proporcionou às crianças um ambiente prazeroso, contribuindo no desenvolvimento biopsicomotor e emocional.

Palavras-chave


Emoções; Natação; Transtorno autístico.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n1.3983

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.