Instrumentos de avaliação da funcionalidade e incapacidade de crianças acometidas por acidente vascular encefálico: uma revisão sistemática da literatura

Laís Rodrigues Gerzson, Milene Reichert Klaus, Sibele de Andrade Melo, Luiz Alberto Manfré Knaut

Resumo


Objetivo: Visto o aumento da incidência associado às incapacidades resultantes do Acidente Vascular Encefálico (AVE) na infância, nesta revisão sistemática, objetivou-se analisar os instrumentos de avaliação da funcionalidade validados para crianças com AVE, incluindo a avaliação das suas propriedades psicométricas e sua interação com a CIF. Método: A partir da busca em cinco importantes bases de dados, foram selecionados trabalhos cujo objetivo era validar instrumentos para a população de crianças com AVE, publicados em português, inglês, francês ou espanhol até março de 2014. Resultados: Foram incluídos três estudos classificados com qualidade metodológica boa pelo COSMIN. Nestes, usaram-se três instrumentos e avaliaram-se 475 crianças. Todos os trabalhos utilizaram o Pediatric Stroke Outcome Measure (PSOM), que se mostrou um instrumento válido e com boa confiabilidade interexaminador. Conclusão: É urgente a necessidade do desenvolvimento, tradução e validação de instrumentos que visem à avaliação da funcionalidade de crianças pós- AVE.

Palavras-chave


Acidente vascular cerebral; Avaliação da deficiência; Criança; Fisioterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n2.5345

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.