Comparação do interferon alfa convencional com o interferon alfa peguilado no tratamento de pacientes com hepatite C crônica

Cíntia Aparecida Bezerra, Jane Silveira de Oliveira

Resumo


A hepatite C é um problema mundial significativo, com amplo impacto social e econômico. O tratamento padrão para paciente com hepatite C crônica é o interferon alfa (INF), que se caracteriza por sua metabolização rápida e pelos diversos efeitos colaterais decorrentes dos picos de concentração. Como alternativa mais recente, promoveuse o desenvolvimento dos interferons peguilados (PEG INF), com farmacocinética aperfeiçoada, efi cácia superior e esquema de administração semanal, oferecendo maior chance de cura aos pacientes. PEG INFtambém reduz a incidência desses efeitos, geralmente associados ao tratamento convencional, melhorando a capacidade dos pacientes de tolerar e dar continuidade à terapia. O objetivo deste trabalho é comparar, por meio de uma revisão literária, o interferon alfa convencional com o peguilado, analisando os aspectos farmacodinâmico e famacocinético no tratamento da hepatite C crônica.

Palavras-chave


Interferon convencional. Interferon peguilado. Hepatite C.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v6i1.904

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2007 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional