Diabetes tipo 2 na infância: revisão de literatura

Shirley Lopes Dias, Tatiana Regina Costa Maciel, Giovanna M. Sablich

Resumo


A tendência mundial é o aumento da incidência do diabetes tipo 2 na infância e na adolescência. Além dos fatores de risco predisponentes para a doença, as alterações, nos últimos anos, no estilo de vida da criança têm cooperado para incrementar esses índices. O sedentarismo e as modificações do hábito alimentar têm contribuído para a epidemia da obesidade infantil. O avanço desse mal sobre as crianças, nos países desenvolvidos e em desenvolvimento, é considerado o maior fator de risco para o diabetes mellitus tipo 2. Essa doença na criança é semelhante a do adulto, tendo como características a resistência insulínica e as alterações nas células pancreáticas. Analisando esse período transicional, o objetivo deste estudo é identificar os fatores de risco que, relacionados ao estilo de vida da criança, têm contribuído para o aumento da incidência dodiabetes mellitus tipo 2 na infância.

Palavras-chave


Diabetes tipo 2. Estilo de vida. Incidência. Infância. Obesidade.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v6i1.910

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2007 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.