Quero comer não, mãe: considerações sobre anorexia nervosa

Cristiane Luzia dos Santos, Lygia Vampré Humberg

Resumo


Neste trabalho, aborda-se um dos distúrbios alimentares mais comuns na atualidade, a anorexia. Este estudo, que parte da compreensão histórica do momento atual e do percurso da psicanálise para compreender a anorexia, se inicia com Jean-Marie Charcot e o estudo da histeria, passa por Sigmund Freud e seu estudo a respeito das pulsões de vida e morte, e chega a Donald Woods Winnicott, que embasará, com sua teoria de desenvolvimento emocional, a relação do bebê com sua mãe, focando os percalços existentes nesse processo que vai da dependência absoluta do lactante à independência do cuidado materno. O objetivo deste artigo é chamar a atenção sobre a anorexia, sem, contudo, pretender estabelecer conclusões definitivas.

Palavras-chave


Anorexia. Dependência. Pulsões. Relação maternal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v6i1.924

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2007 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional