Agricultura familiar: viabilidade econômico-financeira na produção de morangos e manjericões

Walter Roberto Vergara, Juliana Suemi Yamanari, Jessyca Nayara Pires Almeida, Mariana Keiko Akieda

Resumo


A pesquisa tem como finalidade analisar a viabilidade de cultivar morangos semi-hidropônicos e manjericões hidropônicos em uma propriedade da agricultura familiar próxima ao município de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. O cultivo da terra realizado por pequenos produtores rurais fomenta o desenvolvimento econômico e social por meio da geração de renda e emprego. Dessa forma realizou-se um estudo exploratório com uma abordagem quantitativa e qualitativa de caráter descritiva com aplicação de questionários. A pesquisa de mercado, a descrição do processo, a elaboração e análise dos fluxos de caixa complementaram o estudo. Para análise da viabilidade econômica foram utilizadas a análise de custos e as ferramentas relevantes como o Valor Presente Líquido (VPL), a Taxa Interna de Retorno (TIR), o Payback (PB), o índice de Custo-Benefício (C/B) e o Retorno adicional sobre o investimento (ROIA) como medidas de risco. Os resultados mostraram que o projeto é viável em propriedades de agricultura familiar.


Palavras-chave


Viabilidade econômica; Agricultura familiar; Propriedades rurais; Hidroponia

Texto completo:

PDF

Referências


Barrett, C. B., Bellemare, M. F., Hou, J. Y. (2010). Reconsidering conventional explanations of the inverse productivity–size relationship. World Development, 38(1), 88–97. http://dx.doi.org/10.1016/j.worlddev.2009.06.002.

Bittencourt, D. (2018). Agricultura familiar, desafios e oportunidades rumo à inovação. Brasília: Embrapa. Disponível em: . Recuperado em: 02, fevereiro, 2018.

Casa civil. (2016). O que é Agricultura Familiar. Disponível em: . Acesso em: 08 fev. 2018.

Casarotto Filho, N. (2014). Análise estratégica, estudo de viabilidade e plano de negócio (5a ed.). São Paulo: Atlas.

Casarotto Filho, N., & Kopittke, B. H. (2010). Análise de Investimentos (1a ed.). São Paulo: Atlas.

CEASA. (2016). Cotações CEASA-MS 2016. Disponível em: . Acesso em: 17 jun. 2017.

Chwif, L., & Medina A. (2015). Modelagem e simulação de eventos discretos: teoria & aplicações (4a ed.). Rio de Janeiro: Elsevier.

Conselho Regional de Contabilidade do Estado de Paraná (CRCPR). (2011). Demonstrações contábeis: aspectos práticos, elaboração e apresentação conceitual de acordo com o IFRS. Rio Grande do Sul: IFRS.

Freitas, G. (2009). O sistema de normalização contabilística, preparação das demonstrações financeiras. Lisboa.

Frezatti, F. (2008). Gestão da viabilidade econômico-financeira dos projetos de investimento (1ª ed.). São Paulo: Atlas.

Garcia, C. (2013). Modelagem e simulação de processos industriais e de sistemas (2nd ed.). São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo.

Gil, A. C. (2002). Como elaborar projetos de pesquisa (4a ed.). São Paulo: Atlas.

Hirschfeld, H. (2013). Engenharia econômica e analise de custos: aplicações práticas para economistas, engenheiros, analistas de investimentos e administradores (7a ed.). São Paulo: Atlas.

Holt-Gimenez, E. (2002). Measuring farmers’ agroecological resistance after Hurricane Mitch in Nicaragua: a case study in participatory, sustainable land management impact monitoring. Agriculture, Ecosystems & Environment, 93, 87–105.

Jarvis, D., Brown, A. H. D., Cuong, P. H., Collado-Panduro, L., Latournie-Moreno, L., Gyawali, S., et al. (2008). A global perspective of the richness and evenness of traditional crop-variety diversity maintained by farming communities. Proceedings of the National Academy of Sciences, 105(14), 5326–5331.

Lyson, T., Torres, R. J., Welsh, R. (2001). Scale of agricultural production, civic engagement, and community welfare. Social Forces, 80(1), 311–327.

Ribeiro, O. M. (2013). Contabilidade geral fácil (9a ed.). São Paulo: Saraiva.

Samanez, C. P. (2009). Engenharia econômica (1a ed.). São Paulo: Pearson.

Smith, L. C., Haddad, L. (2015). Reducing child undernutrition: Past drivers and priorities for the post-MDG Era. World Development, 68, 180–204.

Toader, M., Roman, G. V. (2015). Family Farming: Examples for Rural Communities Development. Agriculture and Agricultural Science Procedia 6, 89-94.

Turrioni, J. B., Mello, C. H. P. (2012). Metodologia de pesquisa em Engenharia de Produção: estratégias, métodos e técnicas para condução de pesquisas quantitativas e qualitativas. Especialização. Universidade Federal de Itajubá, Itajubá, Brasil.

Vergara, S. C. (2015). Métodos de pesquisa em administração (6a ed.). São Paulo: Atlas.

Vergara, W. R. H., Oliveira, J. P. C., Barbosa, F. A., & Yamanari, J. S. (2017). Análise de viabilidade econômico-financeira para aquisição de uma unidade de armazenagem de soja e milho. Revista Gepros: Gestão da Produção, Operações e Sistemas (pp. 41-61). Bauru: Gepros.

Voss, C., Tsikriktsis, N., Frohlich, M. (2002). Case research in operations management. International Journal of Operations and Production Management, 22(2), 195-219.




DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v19n1.8513

Direitos autorais 2021 Exacta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2021 Todos os direitos reservados.

Este obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional