Acidente vascular cerebral isquêmico no Nordeste brasileiro: uma análise temporal de 13 anos de casos de hospitalização

Johnnatas Mikael Lopes, Jovany Luis Alves de Medeiros, Kamila Brenda Almeida de Oliveira, Fábio Galvão Dantas

Resumo


Introdução: Acidente vascular encefálico isquêmico (AVCI) é o comprometimento neurológico mais comum na população geral. Seu estudo permite conhecer sua dinâmica epidemiológica objetivando tomada de decisões em saúde pública. Objetivos: Traçar perfil temporal da ocorrência de AVCI e sua taxa de mortalidade hospitalar. Métodos: Utilizou-se um delineamento ecológico de série temporal nas Unidades Federativas do Nordeste brasileiro. Os dados foram coletados no Sistema de Informação Hospitalar sobre os episódios de AVCI, entre os anos de 1998 e 2010. Resultados: Observou-se grande redução na incidência de AVCI no período analisado, com redução de 31,33 casos/105 habitantes em média até 2002, para 11,4 casos/105, após esse período. A incidência de AVCI aumenta com a idade e não há diferença entre os sexos. A mortalidade hospitalar não mostrou alteração considerável no período. Conclusão: A incidência de AVCI no Nordeste do Brasil declinou a partir do ano de 2002, mantendo um novo paradigma.

Palavras-chave


Acidente Vascular Cerebral; Brasil; Epidemiologia; Incidência.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v12n2.4100

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.