Escalas de avaliação funcional aplicáveis a pacientes pós acidente vascular encefálico

Filipe Ferreira S. Soriano, Karen Baraldi

Resumo


Introdução: O Acidente Vascular Encefálico (AVE) é uma das principais causas de incapacitação física em todo o mundo. A avaliação funcional fisioterapêutica tem por finalidade traçar diagnósticos terapêuticos, prognósticos e avaliar respostas aos tratamentos de pacientes com sequelas dessa doença. Objetivo: Apresentar e discutir a tradução, adaptação, validade e aplicação das escalas de avaliação funcional, utilizando um questionário quantitativo aplicável a adultos com sequelas agudas e crônicas decorrentes de AVE. Método: Realizou-se revisão literária analítica descritiva nas fontes eletrônicas da Bireme, LILACS, MEDLINE, SciELO, PubMed e Google Scholar. Resultados: Encontraram-se 11 instrumentos avaliativos: (1) IB, (2) F-M, (3) MIF, (4) THMMS, (5) EEB, (6) NIHSS, (7) TEMPA, (8) ER, (9) EAPA, (10) ECT, (11) EDT. Conclusão: As escalas encontradas apresentaram características de fácil aplicação, adaptação e confiabilidade, sendo recomendadas ao tratamento fisioterapêutico.

Palavras-chave


Acidente vascular encefálico; Avaliação; Escala; Fisioterapia.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i3.2227

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.