Morfologia dos músculos sóleo e tibial anterior de ratos Wistar imobilizados e remobilizados em meio aquático

Regina Inês Kunz, Josinéia Gresele Coradini, Lígia Inez Silva, Camila Mayumi Martin Kakihata, Rose Meire Costa Brancalhão, Gladson Ricardo Flor Bertolini, Lucinéia de Fátima Chasko Ribeiro

Resumo


Introdução: O músculo esquelético se adapta continuamente a estímulos. Objetivo: Analisar os efeitos da imobilização e remobilização sobre parâmetros morfológicos dos músculos sóleo e tibial anterior de ratos Wistar. Métodos: Dezoito animais foram imobilizados por 15 dias, divididos em três grupos de seis componentes cada: G1 – somente imobilizados; G2 – remobilizados livremente; G3 – remobilizados em meio aquático. Foram coletados os músculos sóleo e tibial anterior, direitos (imobilizados ou tratados) e esquerdos (controle). Resultados: A imobilização reduziu massa, diâmetro da fibra e comprimento do músculo sóleo, e massa muscular do tibial anterior. Em G2 e G3, houve aumento da massa e comprimento muscular do tibial anterior; e aumento do menor diâmetro da fibra do sóleo em G3. Conclusão: A imobilização afeta a morfologia dos músculos estudados, a remobilização livre e em meio aquático foram eficientes na recuperação do tibial anterior, enquanto para o sóleo apenas os exercícios aquáticos foram eficazes.

Palavras-chave


Atrofia muscular; Exercício físico; Músculo esquelético; Natação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v13n4.5179

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2014 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.