Análise do ensino de modelagem matemática na disciplina de Pesquisa Operacional em cursos de Engenharia de Produção

Esdras Alex Freire de Oliveira, Thays Lorranny da Silva Januário, José Gonçalves de Araújo Filho

Resumo


Esta pesquisa buscou analisar como está sendo desenvolvido o estudo da modelagem matemática na disciplina de Pesquisa Operacional (PO) nos cursos de Engenharia de Produção de três instituições de ensino superior no Nordeste do Brasil. O estudo possui abordagem qualitativa a partir de um estudo de caso. O referencial teórico baseou-se principalmente nos autores Hillier e Lieberman (2013), que desenvolvem o conceito e finalidade da disciplina de PO e Saviani (1996) que contextualiza sobre a questão de situação-problema. Os docentes precisam aperfeiçoar-se constantemente para que possam formular/reformular melhores metodologias para a execução e desenvolvimento do processo de ensino-aprendizagem.


Palavras-chave


Modelagem Matemática; Pesquisa Operacional; Engenharia de Produção.

Texto completo:

PDF

Referências


Arenales, M., Armentano, V., Morabito, R., & Yanasse, H. (2015). Pesquisa Operacional: Para cursos de engenharia (2a ed.). São Paulo: GEN LTC.

Associação Brasileira de Engenharia de Produção. (2017). Áreas e Sub-áreas de Engenharia de Produção. Recuperado em 18 fevereiro, 2021, de http://www.abepro.org.br/interna.asp?c=362

Associação Brasileira de Engenharia de Produção. (2009). Origens e evolução da formação em engenharia de produção. Recuperado em 18 fevereiro, 2021, de http://www.abepro.org.br/arquivos/websites/1/Hist.pdf

Batalha, M. O. (2007). Introdução à Engenharia de Produção (1a ed.). Rio de Janeiro: Elsevier.

Battesini, M., Weise, A. D., Godoy, L. P. (2012). Ensino em Pesquisa Operacional: uma comparação do desempenho de alunos de cursos de graduação. Revista de Ensino de Engenharia, 31(2). Recuperado em 18 fevereiro, 2021, de http://revista.educacao.ws/revista/index.php/abenge/article/view/130

Biembengut, M. S. (1997). Qualidade do ensino de Matenática na Engenharia: uma proposta metodológica e curricular. Tese de doutorado, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil. Disponível: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/158107

Caldeira, R. R., Brasil, M. A. (2012, setembro). Modelagem tecnomatemática em cursos de engenharia: possibilidades para o rompimento da encapsulação das disciplinas de cálculo. Anais do Congresso Brasileiro de Educação em Engenharia (COBENGE), Belém, PA, Brasil, 40. Disponível: http://www.abenge.org.br/cobenge/legado/arquivos/7/artigos/104517.pdf

Campos, C. R., Wodewotzki, M. L. L., Jacobini, O. R. (2011). Educação estatística: teoria e prática em ambientes de modelagem matemática (1a ed.). São Paulo: Autêntica.

Centro Universitário Paraíso. (2021). Histórico. Recuperado em 19 fevereiro, 2021, de https://unifapce.edu.br/historico/

Chaves, V. H. C. (2011). Perspectivas históricas da pesquisa operacional. Dissertação de mestrado, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, SP, Brasil. Disponível: https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/91049/chaves_vhc_me_rcla.pdf?sequence=1&isAllowed=y

Ferruzzi, E. C., Almeida, L. M. W. (2013). Modelagem matemática no ensino de matemática para engenharia. Revista Brasileira de Ensino de Ciência e Tecnologia, 6(1), 153-172. Recuperado em 18 fevereiro, 2021, de https://periodicos.utfpr.edu.br/rbect/article/view/1530 DOI: http://dx.doi.org/10.3895/S1982-873X2013000100010

Goldbarg, M. C., Luna, H. P. L. (2005). Otimização combinatória e programação linear: modelos e algoritmos (2a ed.). Rio de Janeiro: Elsevier. Disponível: http://web.ist.utl.pt/luis.tarrataca/classes/linear_programming/OtimizacaoCombinatoriaeProgramacaoLinear.pdf

Hillier, F. S., Lieberman, G. J. (2013). Introdução à Pesquisa Operacional (9a ed.). Rio de Janeiro: AMGH.

Komar, M. F. C. (2017). A modelagem matemática no processo de ensino e aprendizagem da matemática no ensino fundamental: ações e interações. Dissertação de mestrado, Universidade Estadual do Centro-Oeste, Guarapuava, PR, Brasil. Disponível: https://www3.unicentro.br/ppgen/wp-content/uploads/sites/28/2018/01/A-Modelagem-Matem%C3%A1tica-no-Processo-de-Ensino-e-Aprendizagem-da-Matem%C3%A1tica-no-Ensino-Fundamental-A%C3%A7%C3%B5es-e-Intera%C3%A7%C3%B5es.pdf

Longaray, A. A. (2013). Introdução à Pesquisa Operacional (1a ed.). São Paulo: Saraiva.

Manrique, M. A. A., Póvoa, J. M. (2020). O papel das ferramentas computacionais avançadas no ensino de engenharia. Revista de Ensino de Engenharia, 39(1), 03-13. Recuperado em 19 fevereiro, 2021, de http://revista.educacao.ws/revista/index.php/abenge/article/view/1412. DOI: http://dx.doi.org/10.37702/REE2236-0158.v39p3-13.2020

Mello, J. C. C. B. S., Mello, M. H. C. S. (2003). Integração entre o ensino de cálculo e o de pesquisa operacional. Production, 13(2), 123-129. Recuperado em 19 fevereiro, 2021, de https://www.prod.org.br/journal/production/article/doi/10.1590/S0103-65132003000200012. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0103-65132003000200012

Moreira, D. A. (2010). Pesquisa operacional: curso introdutório (2a ed.). São Paulo: Cengage Learning.

Mühl, V. J. L., Kripka, R. M. L., Giareta, M. K., Oro, N. T., Betencourt, M. F. B., Marcolan, A. C., & Santos, D. L. (2018). A modelagem matemática como metodologia de ensino. Revista Espaço Pedagógico, 11(2), 81-91. Recuperado em 18 fevereiro, 2021, de http://seer.upf.br/index.php/rep/article/view/8009. DOI: https://doi.org/10.5335/rep.v11i2.8009

Oliveira, K. R. B, & Andriola, W. B. (2006). Avaliação institucional na Universidade Regional do Cariri (Urca): breve relato histórico. Revista da rede de avaliação institucional da educação superior, 11(1), 65–84. Recuperado em 18 fevereiro, 2021, de http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/avaliacao/article/view/921/919

Pardal, P. (1986). 140 anos de doutorado e 75 de livre docência no ensino de engenharia no Brasil. Rio de Janeiro: Escola de Engenharia da UFRJ.

Saviani, D. (1996). Educação: do senso comum à consciência filosófica (11a ed.). Campinas: Autores Associados.

Soares, M. R., Igliori, S. B. C., Gualandi, J. H., Alencar, E. S. (2020). Um panorama da inserção da modelagem matemática na educação matemática brasileira. Revista Cocar, 14(29), 603–622. Recuperado em 18 fevereiro, 2021, de https://periodicos.uepa.br/index.php/cocar/article/view/3396

Taha, H. A. (2008). Pesquisa Operacional (8a ed.). São Paulo: Pearson Universidades.

Universidade Estadual do Maranhão. (2021). Histórico:

Perfil Institucional da UEMA. Recuperado em 19 fevereiro, 2021, de https://www.uema.br/historico/

Viecili, C. R. C. (2006). Modelagem Matemática: uma proposta para o ensino da matemática. Dissertação de mestrado, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil. Disponível: http://tede2.pucrs.br/tede2/handle/tede/3340




DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.2022.21664

Direitos autorais 2022 Exacta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2022 Todos os direitos reservados.

Este obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional