Produção de biossurfactante por Pseudomonas fluorescens em caldo de abacaxi (Ananas comosus) com óleo de girassol pós-fritura e aplicação na remoção de derivado do petróleo

Roberto Albuquerque Lima, Rosileide Fontenele da Silva Andrade, Luiz Queiroz Santos, Galba Maria Campos Takaki

Resumo


Neste trabalho são apresentados resultados referentes à produção de biossurfactante por Pseudomonas fluorescens em meio contendo caldo de abacaxi, suplementado com óleo de girassol pós-fritura (5 e 10%) por 72 horas, a 150 rpm e 37ºC. Ao final da fermentação observou-se que o biossurfactante produzido em ambas as concentrações de óleo de girassol (5 e 10%) foram capazes de reduzir a tensão superficial da água de 72,0 mN/m para 27,5 mN/m. Os índices de emulsificação dos biossurfactantes produzidos corresponderam a 61,54 e 50,00%, respectivamente, para 5 e 10% de suplementação com óleo de girassol (in natura), contudo, valores inferiores foram observados com n-hexadecano. Os resultados mais promissores foram observados para o biopolímero obtido com a suplementação de 5%, observando-se uma remoção de 75,4% do óleo queimado proveniente de processo de queima em motor contaminando o solo do semiárido de Pernambuco sugerindo alta eficiência e possível emprego nos processos de biorremediação.

Palavras-chave


Biossurfactante. Caldo de abacaxi. Óleo de girassol. Pseudomonas fluorescens.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/exacta.v8i2.2186

Direitos autorais



Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2022 Todos os direitos reservados.

Este obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional