Escalando as práticas ágeis

Renato Penha, Luciano Ferreira da Silva, Rosária de Fátima Segger Macri Russo

Resumo


A aplicação de práticas ágeis é um desafio para muitas organizações. Mas isso torna-se insuficiente para que toda a organização possa ter a agilidade esperada em todos os seus projetos, aumentando enormemente o grau desse desafio. A existência de diversas práticas e frameworks como Safe, Scrum of Scrum, entre outros, podem trazer dúvidas sobre de que forma e momento essa transformação deverá ocorrer, além de não existir um consenso para isso. Além disso, não basta escolher o método mais apropriado para obterem resultados melhores na adoção do ágil escalado, pois independente do framework escolhido, as organizações precisarão promover mudanças em sua cultura e outros processos gerenciais. Em relação à cultura organizacional, elas deverão se aproximar e empoderar seus stakeholders, evitando a concorrência de seus projetos e passando a priorizar as entregar de maior valor aos seus negócios. Em relação aos processos gerenciais, precisará aumentar o suporte aos times, a compartilhar os resultados e possuir pessoas engajadas que disseminem as práticas ágeis por todos os níveis. Internamente, as organizações precisarão revisar suas práticas ágeis, com nossa recomendação de resolver todos os seus problemas atuais, antes de exponenciá-los por meio do ágil escalado. Neste contexto, este comentário editorial visa contribuir com a discussão sobre como escalar as práticas ágeis.


Palavras-chave


Ágil; Ágil escalado Frameworks Ágeis; Práticas Ágeis; Cultura organizacional.

Texto completo:

PDF

Referências


Abrar, M. F., Khan, M. S., Ali, S., Ali, U., Majeed, M. F., Ali, A., ... & Rasheed, N. (2019). Motivators for large-scale agile adoption from management perspective: A systematic literature review. IEEE Access, 7, 22660-22674. https://doi.org/10.1109/ACCESS.2019.2896212

Amjad, S., Ahmad, N., Saba, T., Anjum, A., Manzoor, U., Balubaid, M. A., & Malik, S. U. R. (2017). Calculating completeness of agile scope in scaled agile development. IEEE Access, 6, 5822-5847. https://doi.org/10.1109/ACCESS.2017.2765351

Conboy, K., & Carroll, N. (2019). Implementing large-scale agile frameworks: challenges and recommendations. IEEE Software, 36(2), 44-50. https://doi.org/10.1109/MS.2018.2884865

Conforto, E. C., & Amaral, D. C. (2016). Agile project management and stage-gate model—A hybrid framework for technology-based companies. Journal of Engineering and Technology Management, 40, 1-14. https://doi.org/10.1016/j.jengtecman.2016.02.003

Dingsøyr, T., Falessi, D., & Power, K. (2019). Agile development at scale: the next frontier. IEEE Software, 36(2), 30-38.

Ebert, C., & Paasivaara, M. (2017). Scaling agile. IEEE Software, 34(6), 98-103. https://doi.org/10.1109/MS.2017.4121226

Felipe, C. M., Roldán, J. L., & Leal-Rodríguez, A. L. (2017). Impact of organizational culture values on organizational agility. Sustainability, 9(12), 2354. https://doi.org/10.3390/su9122354

Fernandez, D. J., & Fernandez, J. D. (2008). Agile project management—agilism versus traditional approaches. Journal of Computer Information Systems, 49(2), 10-17. https://doi.org/10.1080/08874417.2009.11646044

Granato, L., Bomfim, M., & Branco L. (2020). Ágil e às pressas: metodologia salva equipes do caos na pandemia. Revista Exame online. Recuperado em 25.08.2020 de: https://exame.com/revista-exame/agil-e-as-pressas-metodologia-salva-equipes-do-caos-na-pandemia/

Iivari, J., & Iivari, N. (2011). The relationship between organizational culture and the deployment of agile methods. Information and software technology, 53(5), 509-520. https://doi.org/10.1016/j.infsof.2010.10.008

Kettunen, P. (2009). Adopting key lessons from agile manufacturing to agile software product development—A comparative study. Technovation, 29(6-7), 408-422. https://doi.org/10.1016/j.technovation.2008.10.003

Kutomi, A. S., & Piscopo, M. R. (2013). Comprometimento e Envolvimento dos Stakeholders Internos em Projetos. Anais do II Simpósio de Gestão de Projetos - II SINGEP, São Paulo, SP, Brasil.

Obradović, V., Kostić, S. C., & Mitrović, Z. (2016). Rethinking project management–Did we miss marketing management?. Procedia-Social and Behavioral Sciences, 226, 390-397. https://doi.org/10.1016/j.sbspro.2016.06.203

Pichler, R. (2020). How to Lead in Product Management: Practices to Align Stakeholders, Guide Development Teams, and Create Value Together. Pichler Consulting.

Project Management Institute. (2017). Um Guia do Conhecimento de Gerenciamento de Projetos (Guia PMBoK®). (6a.). Newton Square, Pensilvânia: PMI - Project Management Institute.

Rigby, D. K., Sutherland, J., & Noble, A. (2018). Agile at scale. Harvard Business Review, 96(3), 88-96.

Rupp, I. (2020). Como os negócios de gastronomia podem se beneficiar da metodologia ágil e da inovação. Bom Gourmet - Gazeta do Povo. Recuperado em 25.08.2020 de: https://www.gazetadopovo.com.br/bomgourmet/hack-pela-gastronomia/como-negocios-de-gastronomia-podem-se-beneficiar-da-metodologia-agil/

Scaled Agile. Portfolio kanban. Recuperado em 25.08.2020 de: https://www.scaledagileframework.com/portfolio- kanban/

Serrador, P., & Pinto, J. K. (2015). Does Agile work? A quantitative analysis of agile project success. International Journal of Project Management, 33(5), 1040-1051. https://doi.org/10.1016/j.ijproman.2015.01.006

Silva, D. S., Ghezzi, A., de Aguiar, R. B., Cortimiglia, M. N., & ten Caten, C. S. (2019). Lean Startup, Agile Methodologies and Customer Development for business model innovation. International Journal of Entrepreneurial Behavior & Research. 26(4), 595-628.

https://doi.org/10.1108/IJEBR-07-2019-0425

State of Agile. 14th Annual State of Agile Report (2020). Recuperado em 25.08.2020 de: https://stateofagile.com/

Sweetman, R. and K. Conboy (2019). "Finding the Edge of Chaos: A Complex Adaptive Systems Approach to Information Systems Project Portfolio Management." In: Proceedings of the 27th European Conference on Information Systems (ECIS). Stockholm-Uppsala: Sweden. Recuperado em 25.08.2020 de: https://aisel.aisnet.org/cgi/viewcontent.cgi?article=1010&context=ecis2019_rip

Terentim, G., & Gonçalves, V. (2020). Gestão de Mudanças em Abordagens Ágeis: HCMBOK to Agile: The Human Chance Management Body of Knowledge. Rio de Janeiro: Brasport.




DOI: https://doi.org/10.5585/gep.v11i2.18133

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista de Gestão e Projetos

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

GeP – Revista Gestão e Projetos
ISSN da versão eletronica: 2236-0972
www.revistagep.org