A participação dos entes federados no financiamento ao esporte e lazer no Brasil

Fernando Henrique Silva Carneiro, Pedro Fernando Avalone Athayde, Fernando Mascarenhas

Resumo


Objetivo do estudo: Analisar o financiamento da Função Desporto e Lazer (FDL) pelos Municípios, Estados/Distrito Federal (DF) e União ao longo de 2013 a 2018.

Metodologia/abordagem: Pesquisa descritivo-exploratória de cunho qualitativo com realização de análise documental a partir de dados do Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (SICONFI) e do SIGA Brasil. A análise de dados foi baseada no indicador magnitude do gasto.

Originalidade/Relevância: Realização de análise inédita sobre a totalidade e a participação dos diferentes entes federados do Estado brasileiro no financiamento orçamentário do esporte e lazer.

Principais resultados: A maior parte do gasto com a FDL foi realizado pelos Municípios, seguida pelos Estados/DF e, por último, a União. Embora os Municípios e Estados/DF sejam os entes federados que menos têm recursos para serem gastos com as diferentes políticas públicas, são justamente eles que direcionam mais recursos do orçamento público para a FDL. Em todos os anos analisados a União e todos os Estados/DF gastam com a FDL, sendo que mais de cerca de 90% dos Municípios também tiveram esse tipo de gasto.

Contribuições teóricas/metodológicas: O estudo demonstra a totalidade do gasto orçamentário do Estado brasileiro com a FDL, bem como a participação dos diferentes entes federados. O protagonismo do financiamento orçamentário do esporte e lazer tem sido dos Municípios, logo eles são os principais promotores de políticas públicas do setor.


Palavras-chave


Estado; Políticas públicas; Financiamento; Federalismo; Esporte e lazer.mo; Esporte e lazer.

Texto completo:

PDF

Referências


Abrucio, F. L., & Franzese, C. (2007). Federalismo e políticas públicas: o impacto das relações intergovernamentais no Brasil. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/242213262_Federalismo_e_politicas_publicas_o_impacto_das_relacoes_intergovernamentais_no_Brasil. Acesso em: 19 mai. 2020.

Almeida, B. S., & Marchi Júnior, W. (2010). O financiamento dos programas federais de esporte e lazer no Brasil (2004 a 2008). Movimento, 16(4), 73-92.

Arretche, M. (2004). Federalismo e políticas sociais no Brasil: problemas de coordenação e autonomia. São Paulo em Perspectiva, 18(2), 17-26.

Athayde, P. F. A., & Dalmas, L. C. (2018). Políticas de esporte do Distrito Federal: uma análise sobre a legislação, gestão e o financiamento entre os anos de 2008 a 2014. Revista Brasileira de Ciência & Movimento, 26(2), 113-128.

Athayde, P. F. A., Mascarenhas, F., & Salvador, E (2015). Primeiras aproximações de uma análise do financiamento da política nacional de esporte e lazer no governo Lula. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 37(1), 2-10.

Banco Central do Brasil (2020). Calculadora do Cidadão - correção de valores. Disponível em: https://www3.bcb.gov.br/CALCIDADAO/publico/exibirFormCorrecaoValores.do?method=exibirFormCorrecaoValores. Acesso em: 20 mai. 2020.

Bracht, V. (2011). Sociologia crítica do esporte: uma introdução (4ª. ed.). Ijuí: Ed. Unijuí. (Trabalho original publicado em 1997)

Brasil (1988). Constituição Federal de 1988. Promulgada em 5 out. 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em: 14 abr. 2020.

Brasil (1988). Lei no 9.615, de 24 de março de 1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9615consol.htm. Acesso em: 19 mai. 2020.

Brasil (2004). Documento final – I Conferência Nacional do Esporte. Disponível em: http://www2.esporte.gov.br/conferencianacional/conferencia1/documentoFinal.jsp. Acesso em: 01 mai. 2020.

Brasil (2006). Documento final – II Conferência Nacional do Esporte. Disponível em: http://www2.esporte.gov.br/conferencianacional/conferencia2/documentoFinal.jsp. Acesso em: 01 mai. 2020.

Brasil (2010). Documento final – III Conferência Nacional do Esporte. Disponível em: http://www2.esporte.gov.br/conferencianacional/conferencia3.jsp. Acesso em: 01 mai. 2020.

Carneiro, F. H. S. (2018). O financiamento do esporte no Brasil: aspectos da atuação estatal nos governos Lula e Dilma. Tese de doutorado, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade de Brasília. Brasília, Brasil.

Carneiro, F. H. S., Athayde, P. F. A., & Mascarenhas, F. (2019c). Era uma vez um Ministério do Esporte...: seu financiamento e gasto nos governos Lula, Dilma e Temer. Motrivivência, 31(60), 01-22.

Carneiro, F. H. S., Athayde, P. F. A., Húngaro, E. M., & Mascarenhas, F. (2016). A política de esporte do Distrito Federal do Brasil: uma análise de sua configuração, abrangência e gasto público entre 2008 e 2014. Educación Física y Deporte, 35(1), 141-176.

Carneiro, F. H. S., Athayde, P. F. A., Pereira, C. C., & Mascarenhas, F. (2019a). A matriz de financiamento público federal do esporte no Brasil. Revista Brasileira de Ciência & Movimento, 27(4), 85-102.

Carneiro, F. H. S., & Mascarenhas, F. (2014). O direito ao esporte: análise do planejamento e execução de políticas pública no Distrito Federal no período 2008-2011. Licere, 17(2), 86-123.

Carneiro, F. H. S., & Mascarenhas, F. (2018). O financiamento esportivo brasileiro: proposta de metodologia crítica de análise. E-Legis - Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação da Câmara dos Deputados, Número Especial – Pesquisas e Políticas sobre Esporte, 119-140.

Carneiro, F. H. S., Pereira, C. C., Teixeira, M. R., Húngaro, E. M., & Mascarenhas, F. (2019b). Orçamento do esporte no governo Dilma: a primazia dos interesses econômicos e o direito escanteado. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, 41(4), 343-349.

Castelan, L. P. (2010). As Conferências Nacionais do Esporte na configuração da política esportiva e de lazer no governo Lula (2003-2010). Dissertação de mestrado, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade de Campinas. Campinas, Brasil.

Castro, S. B. E. (2016). Políticas públicas para o esporte e lazer e o ciclo orçamentário brasileiro (2004-2011): prioridades e distribuição de recursos durante os processos de elaboração e execução orçamentária. Tese de doutorado, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade Federal do Paraná. Curitiba, Brasil.

Cavalcante, P. (2011). Descentralização de políticas públicas sob a ótica neoinstitucional: uma revisão de literatura. Revista de Administração Pública, 45(6), 1781-1804.

Diniz, R. S., & Silva, L. P. (2016). O ICMS esportivo e o financiamento das políticas municipais de esporte em Minas Gerais. Movimento, 22(4), 1-14.

Furtado, S., Effting, E. R. M., Castro, S. B. E., & Souza, D. L. (2016). O financiamento do esporte em Santa Catarina: o caso do FUNDESPORTE nos anos de 2011 e 2012. Motrivivência, 28(47), 145-159.

Grasso, R. P., & Isayama, H. F. (2017). Financiamento e políticas públicas de esporte e lazer: uma análise da gestão no município de Santarém/PA (2005-2012). Revista Brasileira de Ciência & Movimento, 25(1), 151-167.

Mascarenhas, F. (2016). O orçamento do esporte: aspectos da atuação estatal de FHC a Dilma. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, 30(4), 963-980.

Mascarenhas, F., Athayde, P. F. A., Santos, M. R., & Miranda, N. N. (2012). O Bloco Olímpico: Estado, organização esportiva e mercado na configuração da agenda Rio 2016. Revista da ALESDE, 2(2), 15-32.

Ministério do Esporte (2015). Grupo de trabalho. Disponível em: http://arquivo.esporte.gov.br/index.php/sistema-nacional-do-esporte/grupo-de-trabalho. Acesso em: 24 jul. 2020.

Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. (1999). Portaria nº 42, de 14 de abril de 1999. 1999. Disponível em: http://www.orcamentofederal.gov.br/orcamentos-anuais/orcamento-1999/Portaria_Ministerial_42_de_140499.pdf/. Acesso em: 18 out. 2020.

Nascimento, O. A. S., Cavalcante, F. R., Athayde, P. F. A., & Lazzarotti Filho, A. (2020). O financiamento público estadual do esporte no Estado de Goiás. Revista Pensar a Prática, 23, 1-22.

Nascimento, V. B. (2001). Interdependência e autonomia na gestão pública da saúde. Lua Nova, 52, 29-69.

Pereira, C. C., Carneiro, F. H. S., Reis, N. S., Athayde, P. F. A., & Mascarenhas, F. (2020). O financiamento do esporte no periodismo científico brasileiro: uma revisão sistemática. Motrivivência, 32(62), 01-22.

Pinto, E. C. et al. (2016). A economia política dos governos Dilma: acumulação, bloco no poder e crise. Disponível em: https://www.ie.ufrj.br/images/IE/TDS/2016/TD_IE_004_2016_COSTA%20PINTO_et%20al.pdf. Acesso em: 01 out. 2020.

Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2017). Relatório e Desenvolvimento Humano Nacional - Movimento é vida: atividades físicas e esportivas para todas as pessoas. Brasília: Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Quinaud, R. T., & Almeida, B. S. (2018). Financiamento público no esporte: os repasses do estado de Santa Catarino para projetos na mesorregião grande Florianópolis (2007-2014). Pensar a Prática, 21(2), 338–352.

Ribeiro, J. M., Moreira, M. R., Ouverney, A. M., Pinto, L. F., & Silva, C. M. F. P. (2018). Federalismo e políticas de saúde no Brasil: características institucionais e desigualdades regionais. Ciência & Saúde Coletiva, 23(6), 1777-1789.

Rocha, Cíntia Csucsuly. (2018) Políticas públicas e organização esportiva: estudo comparado Brasil-Espanha. Dissertação de mestrado, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, Universidade de Brasília. Brasília, Brasil.

Salvador, E. (2010a). Fundo público e políticas sociais na crise do capitalismo. Serviço Social e Sociedade, 104, 605-631.

Salvador, E. (2010b). Fundo público e seguridade social no Brasil. São Paulo: Cortez.

Santos, E. S. (2020). Investimento nas políticas públicas de esporte e de lazer nos municípios

do Rio de Janeiro. Revista Intercontinental de Gestão Desportiva, 10(1), 1-12.

Santos, E. S., Carvalho, M. J., Bastos, F. C., & Starepravo, F. A. (2020). Participación de las capitales de los estados brasileños en la financiación del deporte y el ocio. Educación Física Y Deporte, 39(2).

Santos, E. S., Carvalho, M. J., & Froes, G. S. (2019). Investimento na Função Desporto e Lazer (FDL) por parte dos municípios dos estados do Acre, Amapá, Rondônia e Roraima. Revista Intercontinental de Gestão Desportiva, 9(2), 1-16.

Santos, E. S., & Mendes, A. D. (2020). Níveis de adesão ao gasto público na função desporto e lazer por parte dos municípios brasileiros. Revista Pensar a Prática, 23, 1-19.

Santos, E. S., Starepravo, F. A., & Canan, F. (2018). Evolução das despesas da função desporto e lazer (FDL) dos municípios do estado do Piauí de 2003 a 2011. Motrivivência, 30(55), 20-33.

Senado Federal (2020). Siga Brasil - Orçamento Federal. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/orcamento/sigabrasil. Acesso em: 05 mar. 2020.

Soares, M. (2013). Formas de Estado: federalismo. Manuscrito. Belo Horizonte: UFMG/DCP.

Soares, M. M., & Machado, J. A. (2018). Federalismo e políticas públicas. Brasília: ENAP.

Tesouro Nacional (2020). Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público

Brasileiro (SICONFI). Disponível em: https://siconfi.tesouro.gov.br/siconfi/pages/public/consulta_finbra/finbra_list.jsf. Acesso em: 05 mar. 2020.

Transparência no Esporte (2020). Recursos para o esporte. Disponível em: http://www.transparencianoesporte.unb.br/#/inicio. Acesso em: 20 mai. 2020.

Teixeira, M. L., Carneiro, F. H. S., Mascarenhas, F., & Matias, W. B. (2018). Esporte, fundo público e pequena política: os reveses de um orçamento (r)emendado. Movimento, 24(2), 593-606.

Tribunal de Contas da União (2014). Relatório de levantamento de auditoria – Sistema Nacional do Desporto. Brasília: Tribunal de Contas da União.

Triviños, A. N. S. (1987). Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas.




DOI: https://doi.org/10.5585/podium.v10i1.17786

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

e-ISSN: 2316-932X
www.podiumreview.org.br

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional