Prevalência dos sinais e sintomas sugestivos de disfunções temporomandibulares em um grupo de idosos da cidade de Teresina

Kelsyanne de Castro Carvalho, Etienny Moura Lélis, Nina Furtado de Carvalho, Danyege Lima de Araújo, Gilvânia Melo da Rocha, Amanda Pinheiro Sampaio de Souza, Elaine Cristiane Moura Sousa, Cynthia Carvalho de Sousa

Resumo


Introdução: A Disfunção Temporomandibular (DTM) consiste em conjunto de sinais e sintomas que envolvem os músculos mastigatórios, a articulação temporomandibular (ATM) e estruturas associadas. Objetivo: Identificar a prevalência dos sinais e sintomas sugestivos de DTMs em idosos. Métodos: Realizou-se um estudo do tipo transversal analítico, descritivo, e obteve-se o diagnóstico por meio do Questionário Anamnético de Cecagno. Resultados: A amostra foi composta por 40 idosos, em que se observaram estalidos (20%), sendo notório na abertura (87,5%) e no fechamento da boca (62,5%). Verificou-se sensibilidade durante a palpação. Utilizou-se nível de significância 1% com p<0,05. Conclusões: A prevalência de idosos com desordem temporomandibular ainda é objeto de estudo e de muitas controvérsias. Vários autores consideram a patologia rara nesses indivíduos, mas nem sempre isso condiz com a realidade. Portanto, tornam-se necessárias avaliações mais específicas já que, muitas vezes, a DTM passa despercebida principalmente pela ausência de sintomas, o que não implica dizer que a ATM esteja com plena funcionalidade.

Palavras-chave


Articulação temporomandibular; Idoso; Transtornos da articulação Temporomandibular.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v9i3.2301

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2010 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.