Comparação dos níveis de flexibilidade de mulheres praticantes de hidroginástica e Pilates

Alisson Padilha de Lima, Alanna Severino Duarte Silva, Fabrício Bruno Cardoso

Resumo


Objetivo: Comparar o efeito de dois programas de exercícios físicos diferentes na flexibilidade de mulheres. Métodos: Participaram do estudo 200 mulheres. Para avaliação, utilizou-se o flexiteste por ser um instrumento eficaz e de baixo custo. Efetuou-se análise estatística por meio de comparações do teste Mann-Whitney. Resultados: Encontrou-se diferença significante entre as medidas das praticantes de Pilates em relação às de hidroginástica Z(U)=1,95, revelou-se um p<0,02. Conclusão: As praticantes de Pilates obtiveram escores mais significantes em comparação às de hidroginástica, este achado pode estar associado ao fato de o método Pilates ser delineado para o ganho de força e flexibilidade, enquanto a hidroginástica é baseada na perspectiva de melhoria da aptidão física.

Palavras-chave


Exercício físico; Flexibilidade; Imersão; Mulheres.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/conssaude.v14n3.4981

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 ConScientiae Saúde

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Conscientiae Saúde
ISSN: 1677-1028
e-ISSN: 1983-9324
www.conscientiaesaude.org.br

Conscientiae Saúde ©2020 Todos os direitos reservados.