Influência da escolha do produto-base do método Unidades de Esforço de Produção (UEP) no custo unitário de transformação

Silvete Moterle, Rodney Wernke, Antonio Zanin

Resumo


O artigo objetivou analisar se a escolha do produto-base do método UEP interfere no valor monetário do custo unitário dos produtos. Para essa finalidade foi utilizada metodologia classificável como descritiva, qualitativa e no formato de estudo de caso. Realizado com dados reais do setor de salsicharia de frigorífico, os cálculos efetuados permitiram concluir que, independentemente do produto-base escolhido, não há alteração no valor final alocado a cada produto em termos de custo unitário de transformação. Com isso, a contribuição principal do estudo consiste em comprovar, matematicamente, que não cabe considerar um aspecto negativo a ausência de critério(s) específico(s) para definir qual item deve ser escolhido como produto-base, porque isso não altera efetivamente o valor atribuído como custo unitário de transformação. Mesmo tratando-se de estudo de caso, com base nos cálculos apresentados é cabível dessumir que tal experimento pode ser replicado em outros tipos ou portes de empresas fabris.

Palavras-chave


Método UEP; Escolha do produto-base; Estudo de caso.

Texto completo:

PDF

Referências


Allora, F., & Allora, V. (1995). UP: unidade de medida da produção. São Paulo: Pioneira.

Allora, V., & Gantzel, G. (1996). Revolução nos custos: os métodos ABC e UP e a gestão estratégica de custos como ferramenta para a competitividade. Salvador: Casa da Qualidade.

Allora, V., & Oliveira, S. E. (2010) Gestão de custos: metodologia para a melhoria da performance empresarial. Curitiba: Juruá.

Bornia, A. C. (2009). Análise gerencial de custos: aplicação em empresas modernas. 2a. ed. São Paulo: Atlas.

Datar, S., & Gupta, M. (1994). Aggregation, specification and measurement errors in product costing. Accounting Review, 69(4), 567-591.

De La Villarmois, O., & Levant, Y. (2005). La mise en place et l’utilisation d’une méthode d’évaluation des coûts: le cas de la méthode UVA. Finance Contrôle Stratégie, 8(2), 175-205.

De La Villarmois, O., & Levant, Y. (2011). From adoption to use of a management control tool: case study evidence of a costing method. Journal of Applied Accounting Research, 12(3), 234-259.

Ferrari, M. J., & Reis, L. S. (2016). Princípios na gestão de custos: uma reflexão teórica acerca dos fundamentos epistemológicos dos modelos de equivalência. In: Congresso Brasileiro de Custos, 23., 2016, Porto de Galinhas. Anais... Porto de Galinhas: ABC.

Gervais, M. Contrôle de gestion. (2009). 9ª ed. Economica: Paris.

Gervais, M., & Levant, Y. (2007). Comment garantir l’homogénéité globale dans la méthode UVA? Deux études de cas. Revue Finance Contrôle Stratégie, 10(3), 43-73.

Gil, A. C. (2017). Como elaborar projetos de pesquisa. 5ª ed. São Paulo: Atlas.

Guimarães Filho, L. P., Bristot, V. M., Marques, L. D. R., Feil, N. F., & Colombo, T. C. (2016). Aplicação do método UEP na determinação dos custos de uma empresa de revestimentos cerâmicos. ABCustos, 11(3), 28-59.

Kaplan, R. S., & Anderson, S. R. (2004). Time-Driven Activity-Based Costing. Harvard Business Review, 82(11), 131-138.

Levant, Y., & Zimnovitch, H. (2013). Contemporary evolutions in costing methods: understanding these trends through the use of equivalence methods in France. Accounting History, 18(1), 51-75.

Lopes, I. F., & Beuren, I. M. (2017). Comportamento dos custos e sua relação com medidas de eficiência operacional em companhias aéreas. Revista Base (Administração e Contabilidade) da UNISINOS, 14(1), 30-46.

Lunkes, R. J., Luiz, G., Gasparetto, V., & Schnorrenberger, D. (2015). Utilização do Método da Unidade de Esforço de Produção (UEP): estudo em uma empresa de cosméticos. ABCustos, 9(1), 29-47.

Malaquias, R. F., Giachero, O. S., Costa, B. E. da, & Lemes, S. (2007). Método das unidades de esforço de produção versus métodos de custeio tradicionais: um contraponto. In: Congresso Brasileiro de Custos, 14, 2007, João Pessoa. Anais... João Pessoa: ABC/UFPB.

Marconi, M. A., & Lakatos, E. M. (2011). Metodologia do trabalho científico. 7ª ed. São Paulo: Atlas.

Martins, E., & Rocha, W. (2010). Métodos de custeio comparados: custos e margens analisadas sob diferentes perspectivas. São Paulo: Atlas.

Meyssonnier, F. L'approche des coûts complets par les équivalents de production, voie d'avenir ou impasse? (une analyse de la méthode GP-UVA). (2003). Comptabilité-Contrôle-Audit, France, 9(1), 111-124.

Pereira, S. I. M. (2015). Custeio por atividades (ABC) e unidade de esforço de produção (UEP): similaridades, diferenças e complementaridades. Dissertação (Mestrado). PPGCC da Universidade de São Paulo - USP.

Sampieri, R. H., Collado, C. F., & Lúcio, M. P. B. (2013). Metodologia de pesquisa. 5ª ed. Porto Alegre: Penso.

Souza, M. A., & Diehl, C. A. (2009). Gestão de custos: uma abordagem integrada entre contabilidade, engenharia e administração. São Paulo: Atlas.

Wernke, R. (2019). Análise de custos e preços de venda: ênfase em aplicações e casos nacionais. 2ª ed. São Paulo: Atlas.

Wernke, R., & Junges, I. (2017). Impacto da ociosidade no valor do custo fabril unitário apurado pelo método UEP. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, 9(17), 138-161.

Wernke, R., & Junges, I. (2017b). Indicadores não financeiros do Método UEP aplicáveis à gestão fabril de frigorífico. Custos e Agronegócios Online, 13(1), 66-104.

Wernke, R., Junges, I., & Cláudio, D. A. (2013). Indicadores não financeiros do método UEP aplicáveis à gestão de pequena indústria. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, 4(8), 125-145.

Wernke, R., Junges, I., & Lembeck, M. (2015). Comparativo entre os métodos UEP e TDABC: estudo de caso. Revista Ambiente Contábil, 7(1), 51-69.

Wernke, R., Lembeck, M., & Junges, I. (2017). Método UEP aplicado em prestadora de serviços. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, 9(18), 112-137.

Wernke, R., Santos, A. P. dos, Junges, I., & Scheren, G. (2018). Comparação do custo fabril apurado pelos métodos Unidades de Esforço de Produção (UEP) e Time-driven Activity-based Costing (TDABC): estudo de caso em linha de produção de frigorífico. Exacta, 16(3), 103-119.

Yin, R. K. (2015). Estudo de caso: planejamento e métodos. 5ª ed. Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v18n4.10700

Direitos autorais 2020 Exacta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2020 Todos os direitos reservados.