A APRENDIZAGEM ORGANIZACIONAL EM TEMPOS DE PANDEMIA: estudo de caso do Centro de Formação dos Servidores e Empregados Públicos de Pernambuco - CEFOSPE

RENATA LAPENDA LINS, Carolina Rodriguez Romeira, Filipe de França Monteiro Vasconcelos, Fagner JOSE COUTINHO DE MELO, Ademir Macedo Nascimento

Resumo


O advento da pandemia da COVID-19 trouxe desafios que vão além dos problemas de saúde. O centro de formação de servidores do estado de Pernambuco (CEFOSPE), uma das escolas corporativas do estado, precisou se reinventar para continuar exercendo sua missão organizacional diante dessa nova situação. Desta forma, o objetivo desta pesquisa é entender como ocorreu o processo de aprendizagem organizacional na escola de governo CEFOSPE durante a pandemia da COVID-19, analisando quais foram as ferramentas aplicadas. A metodologia adotada foi um estudo de caso do CEFOSPE, realizado através de entrevista não estruturada. Os resultados apontam a formação à distância, através de recursos da tecnologia da informação, como alternativa eficaz para a indisponibilidade de encontros presenciais, bem como a integração de locais distintos em um ambiente comum. Logo, o desafio do gerenciamento foi ampliado, mas foi comprovado através dos relatórios posteriores que os resultados almejados foram alcançados.


Palavras-chave


Aprendizagem organizacional; Desenvolvimento de Pessoas; Pandemia COVID-19; Escola de Governo; Inovação

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL (1998). Senado Federal. Emenda Constitucional nº 19 de 1998. Brasília.

CASA CIVIL, PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA (2020). "Medidas adotadas pelo Governo Federal no combate ao coronavírus". Disponível em: https://www.gov.br/casacivil/pt-br/assuntos/noticias/2020/abril/medidas-adotadas-pelo-governo-federal-no-combate-ao-coronavirus-9-de-abril. Acesso em: 27 de outubro de 2020.

CEFOSPE (2011). Apresentação. Disponível em: http://www.cefospe.pe.gov.br/web/cefospe/apresentacao. Acesso em: 21/10/2020.

CHIAVENATO, Idalberto (2014). Gestão de Pessoas: O novo papel dos recursos humanos nas organizações. 4.ed. Barueri, SP: Manole.

DECRETO Nº 35.408, DE 09 DE AGOSTO DE 2010. Institui o Programa de Educação Corporativa, no âmbito do Poder Executivo Estadual, e dá outras providências. Disponível em: http://www.cefospe.pe.gov.br/web/cefospe/legislacoes?p_p_id=110_INSTANCE_9uzU&p_p_lifecycle=0&p_p_state=normal&p_p_mode=view&p_p_col_id=column-2&p_p_col_pos=1&p_p_col_count=2&_110_INSTANCE_9uzU_struts_action=%2Fdocument_library_display%2Fview&_110_INSTANCE_9uzU_folderId=226056. Acesso em: 12 de novembro de 2020.

EBOLI, M (2002). O desenvolvimento das pessoas e a educação corporativa. In: FLEURY, M. T. As pessoas na organização. São Paulo: Gente.

GOVERNO DO ESTADO DE PERNAMBUCO. "Decretos por Data". 2020. Disponível em: https://www.pecontracoronavirus.pe.gov.br/. Acesso em: 27 de novembro de 2020.

GUIMARÃES, Juliana. LAPENDA, Renata. (2018) Apostila de Curso EAD Noções de Gestão de Pessoas no Serviço Público – CEFOSPE. Recife.

HIGGINS, M. (1995) Innovate or evaporate – Test & improve your organizations I.Q. Its Innovation Quotient. New York: New Management Publishing Company.

MADRUGA, Roberto. (2019). Treinamento e Desenvolvimento com foco em Educação Corporativa. São Paulo: Saraiva Uni.

MAYORGA, EP, Bekerman JG, Palis AG. (2014). Software de webinar: uma ferramenta para o desenvolvimento de palestras mais eficazes (online ou presencial). Middle East Afr J Ophthalmol.

MEISTER, J. C. (1999). Educação corporativa: a gestão do capital intelectual através das universidades corporativas. São Paulo: Makron Books.

NONAKA, I.; RYOKO, T. (2003). The knowledge-creating theory revisited: knowledge creation as a synthesizing process. Knowledge Management Research & Practice, 1(1).

PECI, A. A. (2020). Resposta da Administração Pública Brasileira aos Desafios da Pandemia. Revista de Administração Pública, v. 54, n. 4, p. 1-3, 2020.

PERNAMBUCO. Pernambuco contra a COVID-19. 2020. Disponível em: https://www.pecontracoronavirus.pe.gov.br/. Acesso em: 05 de novembro de 2020.

RANZINI, M. S.; BRYAN, N. A. P. (2017). Capacitação e Formação para o Setor Público e os Modelos de Escola de Governo no Brasil. Revista do Serviço Público, 68 (2).

RIBEIRO, Antônio de Lima. (2018). Gestão do Treinamento de Pessoas. São Paulo: Saraiva Uni.

SARQUIS, A. B.; MONKEN, S. F.; TONDOLO, V. A. G.; TONDOLO, R. R. P.; ZACARIAS, G. M. (2016). Gestão da aprendizagem organizacional: um estudo no corpo de bombeiros militar de Santa Catarina. Revista Eletrônica de Administração e Turismo, 9 (5).

SAKATE, Marcelo. (2020). Febre das lives: empresas deverão informar conteúdo previamente. Mercados: Revista Exame, São Paulo-SP.Disponível em: https://exame.com/mercados/febre-das-lives-empresas-deverao-informar-conteudo-previamente/. Acesso em: 14 de novembro de 2020.

SENGE, Peter. (2013). A quinta disciplina: Arte e prática da organização que aprende. São Paulo: Best Seller.

SILVA, Mara Michela da. (2016). A Gestão do Conhecimento e a Aprendizagem Organizacional: contribuições para o processo de mudança e expansão em uma Instituição de Ensino Superior do Paraná. Mara Michela da Silva. Maringá-Pr: UNICESUMAR. 130 p. Mestrado em Gestão do Conhecimento nas Organizações Orientador: Profª. Drª. Siderly do Carmo Dahle de Almeida

YIN, R. K. (2015). Estudo de caso: planejamento e métodos. 5. ed. Porto Alegre: Bookman.




DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.2021.19471

Direitos autorais 2021 Exacta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2022 Todos os direitos reservados.

Este obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional