O PLANEJAMENTO DE SUPRIMENTOS UTILIZANDO-SE A TEORIA DE FILAS E SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL EM UMA OFICINA DE RECUPERAÇÃO DE COMPONENTES DE VAGÕES

Josemar Coelho Felix, Camila Silva Peixoto, Camila Aparecida Edwiges

Resumo


As empresas são mais competitivas se elas tiverem um controle eficiente dos seus suprimentos e a aplicação da pesquisa operacional com a utilização de ferramentas computacionais pode ser uma alternativa de auxílio para evitar problemas no processo de restauração de truques ferroviários, através da mensuração dos parâmetros oriundos da Teoria de Filas e da simulação do processo utilizando o software Arena, tendo como objeto de estudo a previsão da utilização dos suprimentos. Com a aplicação dos modelos foi possível estimar a quantidade média de truques e o gasto trimestral máximo com os suprimentos estudados, sendo estas informações muito relevantes para o planejamento de suprimentos, bem como possibilitou ter uma reflexão sobre a importância do planejamento e análise constante da produtividade, facilitando assim o entendimento de maneira mais real possível do processo de manutenção dos truques.


Palavras-chave


Simulação Computacional; Planejamento de Suprimentos; Ferrovias

Texto completo:

PDF

Referências


Abensur, E. O., Fischmann, A. A., Brunstein, I., & HO, L. L. (2003). Tendências para o auto-atendimento bancário brasileiro: um enfoque estratégico baseado na teoria das filas. RAM. Revista de Administração Mackenzie, 4(2), 40-59.

Alves, A., Dantas, M. J. P., Vale, A., & Coelho, C. AVALIAÇÃO DE CONFIABILIDADE ATRAVÉS DE SIMULAÇÕES BASEADAS EM TEORIA DE FILAS. In: CONGRESSO NACIONAL DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO & III INOVARSE, 12., 2016, Rio de Janeiro. Anais... . Rio de Janeiro: Cneg & Inovarse, p. 1 - 19. Disponível em: . Acesso em: 23 ago. 2018.

de Andrade, E. L. (1998). Introdução à pesquisa operacional: métodos e modelos para a análise de decisão. Livros Técnicos e Científicos. 4., ed. Rio de Janeiro: LTC, 2009.

Rehfeldt, M. J. H. (2015). Estudo da viabilidade dos usos da pesquisa operacional em uma vinícola da Serra Gaúcha. Diálogo, (28), 147-164. Elsevier Brasil.

Camelo, G. R., Coelho, A. S., Borges, R. M., & de Souza, R. M. (2010). Teoria das filas e da simulação aplicada ao embarque de minério de ferro e manganês no terminal marítimo de ponta da madeira.

Cadernos do IME-Série Estatística, 29(2), 1. 2010. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/cadest/article/view/15733/11904 Acesso em: 13 nov. 2018

Campos, F. C. D., & Belhot, R. V. (1994). Gestão de manutenção de frotas de veículos: uma revisão. Gestão & Produção, 1(2), 171-188. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s0104-530x1994000200004. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2018.

Morabito, R., Pureza, V., Fleury, A., Mello, C. H. P., Nakano, D. N., de Lima, E. P., ... & Sousa, R. (2011). Metodologia de pesquisa em engenharia de produção e gestão de operações. Elsevier Brasil.

dos Santos, J. A. A., & Grander, G. (2016). Análise e simulação do sistema de estocagem de uma indústria moveleira: um estudo de caso. FaSCi-Tech, 1(6). Disponível em: https://www.fatecsaocaetano.edu.br/fascitech/index.php/fascitech/article/view/62 Acesso em: 10 no. 2018.

Duarte, S. L., Pinto, K. C. R., & Lemes, S. (2009). Integração da Teoria das Filas ao Time-driven ABC Model: uma análise da capacidade ociosa. Enfoque: Reflexão Contábil, 28(1), 40-53. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/Enfoque/article/view/8219 Acesso em: 13 nov. 2018.

DE FARIA, C. H. F. ANÁLISE DO PLANEJAMENTO FERROVIÁRIO: UMA ABORDAGEM UTILIZANDO SIMULAÇÃO DE EVENTOS DISCRETOS(2016). Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Espírito Santo. Disponível em: http://repositorio.ufes.br/bitstream/10/9462/1/tese_10340_Carlos%20Henrique%20Fernandes%20de%20Faria%20-%20%20Dissertacao_v9.pdf. Acesso em: 20 nov. 2018.

Fernandes, A. (2012). Simulação de Linha de Produção usando a Plataforma ARENA (Doctoral dissertation, MSc Thesis in Informatics Engineering, Polytechnic Institute of Bragança, Portugal).

Hillier, F. S., & Lieberman, G. J. (2013). Introdução à pesquisa operacional. McGraw Hill Brasil.

Júnior, J. U. P., & do Nascimento, A. N. (2016). Representação do transporte de cargas na ferrovia de integração oeste leste com o emprego de simulação e heurística. Simpósio de Pesquisa Operacional e Logística da Marinha-Publicação Online, 2(1), 600-614.São Paulo.

Marujo, L. G., Carvalho, D., & Leitão, M. N. (2010). Otimização de layout utilizando-se o SLP combinado com teoria das filas: Um estudo de caso em uma oficina de rodas e freios de aeronaves. Revista Gestão Industrial, 6(4).

de Medeiros, L. F., Moser, A., & dos Santos, N. (2015). A simulação computacional como técnica de pesquisa na administração. Revista Intersaberes, 9, 463-485.

Melo, N. A. F., Pessanha, A. M. B., & Rocha Filho, S. M. D. (2011). ESTUDO DA APLICAÇÃO DO SOFTWARE ARENA EM UM CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE MANUTENÇÃO DE INSTRUMENTAÇÃO. Exatas & Engenharias, 1(02).

MRS LOGÍSTICA(2018). Institucional da Empresa. Disponível em:

Acesso em: 29 ago.2018

Prado, D. (2009). Teoria das Filas e da Simulação (Vol. 2). Falconi Editora. Ed. Belo Horizonte: editora de Desenvolvimento Gerencial. Serie Pesquisa Operacional, 2009.

Prodanov, C. C., & de Freitas, E. C. (2013). Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico-2ª Edição. Editora Feevale..

Kozechen, A. P., Ferreira, J., de Oliveira, G. D., & de Fatima Morais, M(2016). EMPREGO DA SIMULAÇÃO COMPUTACIONAL PARA ANÁLISE DO SISTEMA DE FILAS NOS CAIXAS DE UM SUPERMERCADO. Disponível em: . Acesso em: 28 nov. 2018.

Souza, A. C., Tosoni, L. A., Canassa, R. C., & de Fátima Morais, M. (2015). Estudo de filas em caixas rápidos de um supermercado utilizando simulação computacional. Revista Latino-Americana de Inovação e Engenharia de Produção, 3(4), 203-222.

Xenos, H. G. (2014). Gerenciando a manutenção produtiva: Melhores práticas para eliminar falhas nos equipamentos e maximizar a produtividade. Falconi Editora. 312 p.




DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.2021.19577

Direitos autorais 2021 Exacta

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2022 Todos os direitos reservados.

Este obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional