Medidas e escalas de atitude relativa ao patrocínio esportivo

Alfredo Ribeiro Cárdenas, Rafael Tezza, Everton Luis Pellizzaro de Lorenzi Cancellier

Resumo


Objetivo do estudo: o objetivo deste estudo foi investigar medidas e escalas de atitude relativa ao patrocínio esportivo encontradas na literatura internacional.

Metodologia/abordagem: trata-se de uma pesquisa bibliográfica de caráter exploratório e descritivo. A partir de um levantamento bibliográfico realizado na base Ebsco, com a configuração (attitud*) AND (sport*) AND (sponsor*), e após filtragem, foram analisados na integra dezessete estudos sobre o tema em questão.

Originalidade/Relevância: o estudo difere-se de outros principalmente pelo seu foco específico de análise. Destarte, não incide sobre métodos, resultados ou conclusões dos estudos analisado, mas, de outra forma, analisa especificamente as medidas e escalas utilizadas para o alcance dos objetivos das respectivas investigações.

Principais resultados: a partir da análise das medidas e escalas foi possível apontar indicadores comumente utilizados para investigar a atitude relativa ao patrocínio esportivo, destacando-se: as intenções de compra dos produtos do patrocinador; a percepção de sinergia entre a atividade patrocinada e o patrocinador; o grau de envolvimento com a atividade patrocinada; intenção de recomendação (boca-a-boca) do patrocinador; e o reconhecimento da marca patrocinadora.

Contribuições teóricas/metodológicas: o estudo contribui para o campo do conhecimento ao trazer minucias sobre medidas e escalas de atitude relativa ao patrocínio esportivo e identificar os principais indicadores utilizados.

Contribuições sociais / para a gestão: contribui também para a gestão ao possibilitar a visualização de um panorama amplo sobre as diferentes formas de o constructo – atitude em relação ao patrocínio esportivo – ser medido, ampliando assim seu entendimento e, possivelmente, sua utilização.


Palavras-chave


Atitude; Patrocínio Esportivo; Escalas e Medidas.

Texto completo:

PDF

Referências


Alay, S. (2008). Female consumers' evaluations of sponsorship and their response to sponsorship. South African Journal for Research in Sport, Physical Education and Recreation, 30(2), 15-29.

Alexandris, K., Tsaousi, E., & James, J. (2007). Predicting sponsorship outcomes from attitudinal constructs: The case of a professional basketball event. Sport Marketing Quarterly, 16(3), 130.

Almeida, R. G. M. D. (2009). Analise da descontinuidade do patrocinio esportivo em clubes de futebol no Brasil.

Amato, C. H., Peters, C. L. O., & Shao, A. T. (2005). An exploratory investigation into NASCAR fan culture. Sport Marketing Quarterly, 14(2).

Close, A. G., & Lacey, R. (2013). Fit matters? Asymmetrical impact for effectiveness on sponsors and event marketers. Sport Marketing Quarterly, 22(2), 71.

Crescitelli, E., Mattar, M., & Silva, A. (2005). O efeito das ações de patrocínio sobre o top of mind: um estudo exploratório do mercado brasileiro. Revista Eletrônica de Gestão de Negócios, 1(2), 1-15.

da Rocha, A. L. P., & Campos, S. F. (2010). Uma avaliação das características mais relevantes em projetos de patrocínio de eventos e sua relação com os objetivos almejados. Revista Eletrônica de Administração, 16(1), 194-223.

Danylchuk, K. E., & MacIntosh, E. (2009). Food and non-alcoholic beverage sponsorship of sporting events: the link to the obesity issue. Sport Marketing Quarterly, 18(2), 69.

Grynberg, C. A., & da Rocha, A. L. P. (2010). Modelos de mensuração do recall de patrocínio esportivo nos consumidores: uma aplicação sobre os patrocinadores da seleção brasileira de futebol. REAd-Revista Eletrônica de Administração, 16(3), 564-588.

Dees, W., Bennett, G., & Villegas, J. (2008). Measuring the effectiveness of sponsorship of an elite intercollegiate football program. Sport Marketing Quarterly, 17(2), 79.

Dhurup, M., & Rabale, E. M. (2012). Spectators' perceptions of official sponsors in the FIFA 2010 World Cup and purchase intentions of sponsors products or brands: FIFA World Cup. African Journal for Physical Health Education, Recreation and Dance, 18(1), 139-150.

Eagleman, A. N., & Krohn, B. D. (2012). Sponsorship awareness, attitudes, and purchase intentions of road race series participants. Sport Marketing Quarterly, 21(4), 210.

Fernandez, M. (2011) A indústria do esporte no Brasil. In Instituto Illuminatus (Org.). Encontro de gestores de esporte e lazer. São Paulo: Instituto Illuminatus.

Ferrari, T. D., & Silveira, R. B. (2009). Pra qual time você torce? O Marketing e as Estratégias de Patrocínio Esportivo. Seminários em Administração: Empreendedorismo e inovação, 20.

Koo, G. Y., Quarterman, J., & Flynn, L. (2006). Effect of perceived sport event and sponsor image fit on consumers' cognition, affect, and behavioral intentions. Sport Marketing Quarterly, 15(2).

Kuzma, J. R., Veltri, F. R., Kuzma, A. T., & Miller, J. J. (2003). Negative corporate sponsor information: The impact on consumer attitudes and purchase intentions. International Sports Journal, 7(2), 140.

MacIntosh, E., Nadeau, J., Seguin, B., O'Reilly, N., Bradish, C. L., & Legg, D. (2012). The role of mega-sports event interest in sponsorship and ambush marketing attitudes. Sport Marketing Quarterly, 21(1), 43.

Mason, K. (2005) How corporate sport sponsorship impacts consumer behavior. The Journal of American Academy of Business, 7 (1), 32-35.

Mattar, M. F. (2007). Tomada de decisão em ações de patrocínio esportivo: análise descritiva do processo decisório e critérios de seleção em empresas patrocinadoras no Brasil (Tese de doutorado, Universidade de São Paulo).

McDaniel, S. R., & Heald, G. R. (2000). Young consumers’ responses to event sponsorship advertisements of unhealthy products: Implications of schema-triggered affect theory. Sport Management Review, 3(2), 163-184.

McKelvey, S., Sandler, D., & Snyder, K. (2012). Sport participant attitudes toward ambush marketing: An exploratory study of ING New York City Marathon runners. Sport Marketing Quarterly, 21(1), 7.

Park, M., Yoh, T., Choi, Y. S., & Olson, M. W. (2011). Consumer attitudes toward the Paralympic Games and purchase intentions toward corporate sponsors of the Paralympic Games: market segmentation strategy. Journal Venue & Event Management, 3(2), 2-15.

Pimentel, J. G. D. M. (2011). A relevância do profissionalismo no futebol e os impactos da credibilidade dos dirigentes na obtenção de patrocício (Tese de doutorado).

Reams, L., Eddy, T., & Cork, B. C. (2015). Points of attachment and sponsorship outcomes in an individual sport. Sport Marketing Quarterly, 24(3), 159.

Scharf, E. R. (2010). O patrocínio do futebol como ferramenta do marketing esportivo para a construção de brand awareness. Economia & Gestão, 10(23), 80-99.

Zaharia, N., Biscaia, R., Gray, D., & Stotlar, D. (2016). No more “good” intentions: Purchase behaviors in sponsorship. Journal of Sport Management, 30(2), 162-175.

Zardini Filho, C. E. (2017). A Influência do Patrocínio Esportivo na Atitude sobre Marcas. REMark: Revista Brasileira de Marketing, 16(2), 194-206.

Zem, C. A., & Machado, J. R. (2009). O marketing de patrocínio esportivo no contexto das instituições educacionais. Revista de Administração da Unimep-Unimep Business Journal-B2, 2(2).

Zunino, R. (2006). Comportamento de Compra de Torcedores de Clubes de Futebol: Um Estudo da Aquisição de Produtos dos Patrocinadores. II EMA–Encontro de Marketing da ANPAD. Rio de Janeiro/RJ, 3.




DOI: https://doi.org/10.5585/podium.v9i2.11348

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review

e-ISSN: 2316-932X
www.podiumreview.org.br

PODIUM Sport, Leisure and Tourism Review ©2020 Todos os direitos reservados.