Da memória para a história: experiências e expectativas de mulheres subversivas na ditadura militar

Renata Meirelles

Resumo


Com base em entrevistas realizadas com mulheres que integraram organizações de esquerda durante a ditadura militar, pretende-se, por meio desse artigo, deter-se sobre a trajetória de algumas dessas mulheres, de maneira a investigar como a experiência de combate à ditadura as marcou, como vivenciaram uma série transformações e renúncias: o anonimato social, e, por vezes, a experiência da guerrilha e a tortura.

Palavras-chave


Mulheres. Organizações de esquerda. Regime militar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/prismaj.v10i1.2804

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Prísma Jurídico

e-ISSN: 1983-9286

ISSN: 1677-4760
www.revistaprisma.org.br

Prísma Jurídico ©2020 Todos os direitos reservados.