Um olhar exploratório sobre hospitais universitários federais selecionados segundo modelos de gestão de 2012 a 2017

Maria de Fátima Siliansky de Andreazzi, Leyla Sancho Gomes, Maurício de Andrade Pérez, Nathalie Rodrigues Pontes Azevedo, Lara Vitória Lara da Silva D'almeida

Resumo


A partir de 2013, os Hospitais Universitários federais foram incentivados a aderir à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). Ao final de 2017 apenas quatro Instituições Federais de Ensino Superior não aderiram a essa empresa. O artigo propõe identificar e discutir mudanças dos HUs, sejam eles contratualizados ou não com a EBSERH, com a finalidade de compreender e discutir o papel dos modelos de gestão sobre recursos físicos, humanos, produção e ocupação hospitalar no período entre 2012 e 2017, em que a maioria dos contratos foram estabelecidos. Trata-se de um estudo ecológico exploratório descritivo, analítico e retrospectivo, utilizando dados secundários de bancos oficiais públicos do Sistema Único de Saúde (SUS). Em ambos os modelos, verificou-se que houve um crescimento dos leitos complementares e número de trabalhadores e residentes junto a redução dos leitos hospitalares.  Foi destacável o crescimento das internações e da taxa de ocupação em ambos os modelos de gestão. Não houve significância estatística nas médias de variação de todas as variáveis estudadas em ambos os modelos. Apenas foi verificada uma correlação negativa e significativa entre a variação da taxa de ocupação e os leitos hospitalares no conjunto dos hospitais contratualizados com a EBSERH, evidenciando que o crescimento das internações desses hospitais pode ser explicado por uma maior utilização de um menor número de leitos.

 


Palavras-chave


Hospitais; Universitários; Gestão hospitalar; Privatização

Texto completo:

PDF

Referências


Andreazzi, M. F. S. (2013) Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares: inconsistências à luz da reforma do Estado. Revista Brasileira de Educação Médica (Impresso), 37, 275 - 284.

Brasil. Tribunal de Contas da União. (2015). Acórdão nº. 2.893 de 19 de novembro de 2015. Relatório de Auditoria de natureza operacional com o objetivo de avaliar as ações da empresa brasileira de serviços hospitalares (EBSERH). Brasília: Diário Oficial da União.

Brasil. (2010). Decreto n. 7.082, de 27 de janeiro de 2010. Brasília: Diário Oficial da República Federativa do Brasil.

Brasil. (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei número 9394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, DF.

Brasil. Ministério da Saúde, Secretaria de Assistência à Saúde, Departamento de Sistemas e Redes Assistenciais. (2002) Padronização da nomenclatura do censo hospitalar. Série Normas e Manuais Técnicos 2.a edição revista. Brasília – DF.

Brasil, Ministério do Planejamento & Ministério da Educação. (2011). EM Interministerial nº 00127/2011. Brasília, DF.

Benson,J.K. (1977). Organizations: a dialectical view. Administrative Science Quarterly 22(1), 1-21.

Carvalho, A.P. (2019). A crise nos hospitais universitários das instituições federais de ensino superior na primeira década dos anos 2.000. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva. IESC/UFRJ. Rio de Janeiro.

EBSERH. (2018). Plano de Cargos, Carreiras e Salários. Brasília. Recuperado de http://www.ebserh.gov.br/sites/default/files/paginas/2018-12/Plano_de_Cargos_Carreiras_e_Sal%C3%A1rios_EBSERH_Junho%20de%202018%20atulizado%20ACT%202018-2019.pdf

EBSERH. (2016) Hospitais Universitários Federais. Regimento Interno, 3a Edição. Brasília, DF. Recuperado de http://www2.ebserh.gov.br/documents/210672/4476088/Regimento_Interno_Aprovado_CA_12052016.pdf/f88b48eb-146f-41eb-b41e-b6b128526462

Faria,J.H. (2009) Teoria crítica em estudos organizacionais no Brasil: o estado da arte. CADERNOS EBAPE, 7(3), artigo 8.

Mafra, M., Vieira, S. E. M., & Brocker R. (2015). Competências e características do modelo para gestão em Hospitais Universitários Federais. Anais do XV Colóquio Internacional de Gestão Universitária. Mar del Plata, Argentina. Disponível: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/136093.

Ministério da Saúde. Agência Nacional de Saúde Suplementar. (2012). Taxa de Ocupação Operacional Geral. Disponível: http://www.ans.gov.br/images/stories/prestadores/E-EFI-01.pdf.

Noce, C. A. M. (2017). Análise da aplicação dos indicadores hospitalares de eficiência da ANS nos hospitais universitários federais brasileiros via Business Intelligence. Dissertação de Mestrado em Engenharia Biomédica, Universidade de Brasília, Brasília, DF.

Rogrigues Filho, J. (1998) Desenvolvimento de diferentes perspectivas teóricas para análise das organizações. RAP 4, l63-175.

Silva, C.L & Assis, L. (2016) Aplicabilidade do planejamento estratégico em Hospitais Universitários Federais. Revista de Gestão em Sistemas de Saúde, 5(2), 39-56.

Sousa, I. M. C., Bodstein, R. C. A., Tesser, C. D., Santos, F.A.S., & Hortale, V.A. (2012). Práticas integrativas e complementares: oferta e produção de atendimentos no SUS e em municípios selecionados. Cadernos de Saúde Pública, 28(11), 2143-2154. Disponível: https://doi.org/10.1590/S0102-311X2012001100014.

Sodré, F., Littike, D., Drago, L.M.B., & Perim, M. C. M. (2013). Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares: um novo modelo de gestão? Serviço Social & Sociedade, 114, 365-380.

Teixeira, J. V., Cruz, C. A. de M., & Lima, R. de C. D. (2018). Trabalhadores estatutários e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares. Argumentum, 10(1), 213-228. Disponível: https://doi.org/10.18315/argumentum.v10i1.18657

Viacava F, Oliveira, R.A.D., Carvalho, C. C, Laguardia J, Bellido G. (2018) SUS: oferta, acesso e utilização de serviços de saúde nos últimos 30 anos. Ciência & Saúde Coletiva, 23 (6), 1751-1762. Disponível: https://dx.doi.org/10.1590/1413-81232018236.06022018.




DOI: https://doi.org/10.5585/rgss.v10i3.17204

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista de Gestão em Sistemas de Saúde

Revista de Gestão em Sistemas de Saúde (RGSS)
e-ISSN: 2316-3712
www.revistargss.org.br

Revista de Gestão em Sistemas de Saúde (RGSS) ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional