Submissões

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Ibero-Americana de Estratégia?
Acesso

Não tem login/senha?
Acesse a página de cadastro

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.

 

Diretrizes para Autores

Política de submissão

A Comissão Editorial tem suas decisões e ações balizadas pelos princípios éticos que suportam as revistas científicas, e os editores devem acompanhar os mais recentes avanços editoriais científicos no mundo ibero-americano.

Os autores devem submeter o texto à revisão ortográfica, gramatical e normativa antes de apresentá-lo à Revista

Todos os artigos submetidos a revista passam pela verificação do Oxsico (detector de plágio e autoplagio).

Operacionalmente, a partir das etapas fornecidas pela plataforma Open Journal System (OJS), os artigos submetidos são avaliados pela Comissão Editorial no que se refere a seu mérito científico e quanto à adequação ás normas de submissão – na RIAE seguimos o normativo exposto pela American Psychological Association APA e demais preceitos editoriais da revista.

 

INSTRUÇÕES PARA OS AUTORES

Os manuscritos submetidos à RIAE devem ser preparados seguindo este guia de estilo e submetidos em um único arquivo Microsoft Word (.doc ou .docx). Este arquivo deve conter todas os componentes do manuscrito, incluindo título, resumo e palavras-chave (em português, inglês e espanhol), excluindo quaisquer informações que permitam identificar o autor. As informações de autoria são inseridas diretamente no formulário de submissão. 

  • Formatação do texto: espaçamento simples;
 
  • O layout da página deve ser papel A4 (21 cm x 29,7), com margens: superior (2,5 cm), esquerda (2,5 cm), inferior (3 cm) e direita (3 cm);

 

  • Tamanho da letra: Times New Roman 12pt;

 

  • Extensão máxima do manuscrito: 35 páginas, incluindo referências, tabelas, figuras e anexos;

 

  • Margens: todas as margens devem estar configuradas para 2,5 centímetros;

 

  • Manuscritos excessivamente longos podem ser devolvidos aos autores para alterações prévias a uma possível avaliação;

 

  • Notas de rodapé e de final: devem ser evitadas;

 

  • Figuras e tabelas: devem ser editáveis e colocadas no corpo do manuscrito onde referenciadas;

 

  • Indentação: Os parágrafos devem ter uma avanço à esquerda de 1 cm;

 

  • Numeração: todas as páginas devem estar numeradas sequencialmente, começando com a página 1.

 

 RESUMO/ABSTRACT

A primeira página, numerada com 1, deve incluir o título, resumo e palavras-chave. Os autores devem proporcionar uma versão também em inglês e espanhol do título, resumo e palavras-chave e não deve exceder 250 palavras.

 

ADOÇÃO DO RESUMO ESTRUTURADO:

Em substituição ao resumo comum, a RIAE solicita aos autores a elaboração de um resumo estruturado contemplando:


Composição do resumo estruturado


(máximo 250 palavras + título + palavras chave = em português, inglês e espanhol)


Título do trabalho


Objetivo do estudo (obrigatório): Indicar o objetivo do trabalho, ou seja, aquilo que ele pretende demonstrar ou descrever.


Metodologia/abordagem (obrigatório): Indicar o método científico empregado na condução do estudo. No caso dos ensaios teóricos, recomenda-se que o(s) autor(res) indiquem a abordagem teórica adotada.


Originalidade/Relevância (obrigatório): Indicar o gap teórico no qual o estudo se insere apresentando também a relevância acadêmica da temática.


Principais resultados (obrigatório): Indicar sucintamente os principais resultados alcançados.


Contribuições teóricas/metodológicas (obrigatório): Indicar as principais implicações teóricas e/ou metodológicas que foram alcançadas por meio dos achados do estudo realizado.


Contribuições sociais / para a gestão (opcional): Indicar as principais implicações gerenciais e/ou sociais alcançadas por meio dos achados do estudo realizado.


Palavras-chave: entre três e cinco palavras-chave que caracterizam o trabalho.

 

INTRODUÇÃO

O corpo do manuscrito segue ao resumo, com a indicação de INTRODUÇÃO.

 

Notas de rodapé

As notas de rodapé ou de fim, devem ser usadas com moderação e se possível evitadas. Em todo o caso, os autores não devem usar notas de rodapé para incluir referências nem para discussões ou apresentações de conceitos. Nestas situações convidamos os autores a avaliar se o texto é relevante e deve ser incluído no corpo do texto ou se é marginal e pode ser eliminado.

 

Títulos e subtítulos

Os títulos principais das seções devem estar anunciados em letra maiúscula, a negrito e entrados na página.

Por exemplo, INTRODUÇÃO, REFERENCIAL TEÓRICO, MÉTODO, RESULTADOS, DISCUSSÃO, REFERÊNCIAS. Por exemplo:

 

INTRODUÇÃO

Os títulos de segunda ordem, ou subtítulos, devem ser alinhados à esquerda e a negrito com apenas a primeira palavra capitalizada. Por exemplo:

 

Variáveis independentes


Tabelas e figuras

Todas as tabelas e figuras devem surgir no texto quando citadas a primeira vez. Todas as tabelas e figuras devem ser numeradas e sequencialmente e ter um título explicativo.

O número de título das tabelas e figuras deve surgir no topo (antes da tabela/figura), com fonte tamanho 12, e fontes e notas devem surgir no final, com fonte tamanho 10 pontos. 

Considere que uma representação com colunas e linhas é uma tabela e qualquer outro tipo de ilustração é uma figura. Evite diferenciar entre figuras, ilustrações, gráficos, etc., e considere estas como figuras.

 

Referências

No final do manuscrito inclua uma listagem complete das referências efetivamente utilizadas no manuscrito. Esta listagem deve começar com a indicação REFERÊNCIAS e estar organizada alfabeticamente pelo último nome do primeiro autor, editor ou periódico, no caso de não haver um autor explícito. As referências ao mesmo autor devem ser organizadas cronologicamente e no caso de referenciar vários trabalhos do mesmo autor e mesmo ano, use a indicação de a, b, c,… após o ano para diferenciar.

Na formatação das referências use as normas APA, da American Psychological Association. Seguem alguns exemplos mais frequentes.

 

Referência a livros

Simon, H. (1977), The new science of management decision. Englewood Cliffs: Prentice-Hall.

Nelson, R. & Winter, S. (1982). An Evolutionary Theory of Economic Change. Cambridge, Massachusetts: The Belknap Press of Harvard University Press.

Cyert, R. & March, J. (1963). A behavioral theory of the firm. Oxford: Blackwell.

 

Referência a artigos em periódico

Grant, R. (1996). Toward a knowledge-based theory of the firm. Strategic Management Journal, 17: 109-122.

Barney, J. (1991). Firm resources and sustained competitive advantage. Journal of Management, 17: 99-120.

 

Referência a capítulos de livros

Dosi, G. & Marengo, L. (1994). Some elements of an evolutionary theory of organisational competences. In England, R. (ed.) Evolutionary Concepts in Contemporary Economics, pp. 157-178, Ann Arbor: University of Michigan Press.

 

Referência a teses e dissertações e outros trabalhos não publicados

Ferreira, M. (2005). Building and leveraging knowledge capabilities through cross border acquisitions: The effect of the multination corporation's capabilities and knowledge strategy on the degree of equity ownership. Tese de doutorado não publicada, David Eccles School of Business of the University of Utah, Salt Lake City, Utah.

Pinto, C., Serra, F. & Ferreira, M. (2014). A bibliometric study on culture research in international business, working paper º 107/2014, globADVANTAGE – Center of Research in International Business & Strategy, Portugal.

 

Referência a trabalhos apresentados em eventos

SERRA, F., Ferreira, M., Pinto, C. & Serra, B. (2013). Is organizational decline research still important? The specialists point of view. Artigo apresentado no 8th Ibero American Academy Conference 2013, São Paulo, Brasil.

 

 Citações no corpo do texto

As citações, ou referências, a obras no corpo do texto devem seguir a norma de indicar os nomes dos autores e o ano de publicação em parêntesis.Por exemplo: “Vários estudos (ver, Ferreira & Serra, 2009) notaram que …..”

Apenas deve indicar o número da página quando oferece uma citação direta e exata. Nestes casos, o número da página segue ao ano, separado por virgule (,) e um “p.”. Por exemplo, Ferreira e Serra (2009, p. 23).

No caso de as obras terem múltiplos autores deve proceder da seguinte forma. Se a obra tem apenas dois autores deve usar ambos os nomes em todas as citações. Se a obra tem mais de dois autores, cite todos os nomes da primeira vez que usa no seu manuscrito e das vezes seguintes pode simplificar com a expressão “et al.”. Por exemplo:

Na primeira citação: Serra, Fiates e Ferreira (2009)

Em citações seguintes. Serra et al. (2009)

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

  1. O arquivo deve estar em formato Microsoft Word (.doc ou .docx) ou RTF (desde que não ultrapasse os 2MB;
  2. Palavras estrangeiras devem ser grafadas em itálico enquanto neologismos ou acepções incomuns devem ser escritas entre “aspas”;
  3. A identificação de autoria do trabalho deve ser removida do arquivo e da opção Propriedades no Microsoft Word;
  4. Os quadros, tabelas, gráficos, e ilustrações devem apresentar as respectivas legendas, citando a fonte completa;
  5. Unidades de medida devem seguir os padrões do Sistema Internacional (SI), elaborados pelo Bureau Internacional de Pesos e Medidas (BIPM) [www.bipm.org];
  6. Os autores são responsáveis pelo conteúdo do artigo enviado ao periódico, e autorizam sua publicação;
  7. Máximo de 5 (cinco) autores por artigo.
  8. Após o artigo ser aceito por seu mérito científico, os autores deverão solicitar a revisão gramatical/ortográfica da língua que o artigo está escrito (português, inglês ou espanhol) e norma APA de todo o artigo para um profissional “Revisor de Texto” devidamente capacitado, sendo necessário anexar no sistema OJS a Declaração de Revisão de Texto (DRT), com os dados de identificação do revisor de texto. Salientamos que as informações contidas no texto são de total responsabilidade dos autores e a aprovação integral da publicação estará condicionada à comprovação da revisão do trabalho. Caso necessite do modelo de Declaração de Revisão de Texto, entre em contato.

    Obs.: A referida Declaração deverá ser anexada na plataforma do OJS como Documento Suplementar [Página Resumo – INCLUIR DOCUMENTO SUPLEMENTAR].

 

Declaração de Direito Autoral

Autores que publicam nesta revista concordam com os seguintes termos:

O(s) autor(es) autoriza(m) a publicação do texto na da revista;

O(s) autor(es) garantem que a contribuição é original e inédita e que não está em processo de avaliação em outra(s) revista(s);

A revista não se responsabiliza pelas opiniões, idéias e conceitos emitidos nos textos, por serem de inteira responsabilidade de seu(s) autor(es);

É reservado aos editores o direito de proceder a ajustes textuais e de adequação às normas da publicação.

Autores mantém os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Licença Creative Commons Attribution que permite o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.

Autores têm permissão e são estimulados a publicar e distribuir seu trabalho online (ex.: em repositórios institucionais ou na sua página pessoal) a qualquer ponto antes ou durante o processo editorial, já que isso pode gerar alterações produtivas, bem como aumentar o impacto e a citação do trabalho publicado (Veja O Efeito do Acesso Livre) em http://opcit.eprints.org/oacitation-biblio.html

Os autores podem usar o ORCID como meio de identificação. Um identificador ORCID é exclusivo para um indivíduo e atua como um identificador digital persistente para garantir que os autores (particularmente aqueles com nomes relativamente comuns) possam ser distinguidos e seu trabalho adequadamente atribuído.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços de e-mail inseridos neste site do periódico serão usados exclusivamente para os fins declarados deste periódico e não serão disponibilizados para nenhuma outra finalidade ou para terceiros.