Integração da gestão estratégica, governança e gestão de riscos: impacto da crise de 2008 em duas companhias de alimentos

Antonio Francisco de Almeida da Silva Junior, Raquel Ângelo Araújo, Sandro Cabral

Resumo


Durante a crise de 2008, diversas empresas brasileiras acumularam perdas bilionárias, como resultado de estratégias empresariais calcadas em exposição cambial elevada, de falhas de gestão de riscos e de governança corporativa. O objetivo deste trabalho é identificar os fatores e as estratégias adotadas que contribuíram para que duas empresas muito similares seguissem trajetórias distintas na crise financeira de 2008. Para compreender melhor o assunto, fez-se uma breve análise dos fundamentos da governança corporativa, das exigências das listagens da BM&FBOVESPA e dos princípios de gestão de riscos financeiros. A pesquisa identificou que a política de gestão de riscos é elemento fundamental na aplicação das boas práticas de governança corporativa e que, apesar das inúmeras iniciativas de diversas instituições reguladoras e autorreguladoras em estabelecer mecanismos que garantam a boa utilização dessas práticas, ainda podem existir falhas de gestão capazes de permitir que empresas consideradas sólidas adotem estratégias que podem comprometer sua própria existência.

DOI:10.5585/riae.v12i4.2040


Palavras-chave


estratégia, governança, riscos

Texto completo:

pdf


DOI: https://doi.org/10.5585/ijsm.v12i4.2040

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM)
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE)
e-ISSN: 2176-0756
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae

Copyright © 2020 Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM) All rights reserved.
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE) ©2020 Todos os direitos reservados.