Áreas urbanas e acesso aos serviços públicos

o papel da governança na administração de cidades complexas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5585/13.2024.25289

Palavras-chave:

governança, serviços públicos, cidades complexas

Resumo

Analisa-se neste artigo a interligação que deve existir entre governança, distribuição e acesso a serviços públicos essenciais nas denominadas “cidades complexas”, cujas áreas urbanas requerem uma gestão capaz de oferecer bem-estar aos respectivos habitantes. Com enfoque no exemplo da cidade de São Paulo, abordam-se teorias de complexidade urbana, como Complexity Theories of Cities (CTC) e Complex City Systems (CCS), modelos estes que fundamentam o entendimento acerca de intrincados sistemas técnicos, sob o ponto de vista econômico, social e político, na esfera de cidades complexas. Mediante pesquisa de revisão bibliográfica de natureza convencional não sistemática, aliada ao método de raciocínio indutivo e pesquisa descritiva, demonstrou-se que o federalismo tripartite brasileiro impõe desafios político-financeiros à administração municipal, por depender da transferência de recursos por parte das esferas estadual e federal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Tuma, Universidade Nove de Julho - UNINOVE / São Paulo, SP - Brasil

Conselheiro Presidente do Tribunal de Contas do Município de São Paulo (TCMSP). Foi Vereador pela capital paulista durante dois mandatos, licenciado de abril a maio de 2018 para ocupar o cargo de Secretário-Chefe da Casa Civil da Prefeitura de São Paulo e Presidente da Câmara Municipal de 2019 a 2020. Pós-doutor em Direito pela Universidade Paris-I Panthéon-Sorbonne. Doutor e Mestre em Direito pela PUC/SP. Graduado em Direito pela FMU/SP e em Teologia pelo IBES/SP. Especialista em Direito Tributário pela FMU/SP, possui extensão universitária pela Universidade de Harvard (Government-Modern Pre¬sidential Politics). Presidente do Comitê Técnico de Inovação, Transição Digital de Governos e Avaliação de Políticas Públicas do Instituto Rui Barbosa (IRB). É Professor Titular e Pesquisador dos Programas de Doutorado/Mestrado em Direito Empresarial da UNINOVE/SP.

Referências

ALLEN, Peter M.; SANGLIER, Michele. Urban evolution, self-organization, and decisionmaking. Environment and Planning A, v. 13, n. 2, p. 167-183, 1981.

ARRETCHE, Marta T. S. Políticas Sociais no Brasil: descentralização em um Estado Federativo. In: Revista Brasileira de Ciências Sociais. São Paulo, v. 14, n. 40, 1999, p. 111-141.

BARROSO, Luís Roberto. Curso de direito constitucional contemporâneo. 11. ed. São Paulo: Saraiva, 2023.

BLIACHERIENE, Ana Carla; RIBEIRO, Renato Jorge Brown; FUNARI, Marcos Hime. Governança pública, eficiência e transparência na administração pública. Fórum de Contratação e Gestão Pública – FCGP, Belo Horizonte, ano 12, n. 133, p. 9-15, jan. 2013. Disponível em: https://www.editoraforum.com.br/wp-content/uploads/2014/12/governanca.pdf. Acesso em: 11 set. 2023.

BOLONHA, Carlos et al. Estado administrativo brasileiro: poderes, deferência e democracia. São Paulo: Dialética, 2023.

BRINKERHOFF, D. W.; BOSSERT, T. J. Governance: concepts, experience and program options. Bethesda: Health Systems, v. 20, p. 20-36, 2004.

BRINKERHOFF, D. W.; BOSSERT, T. J. Health governance: principal–agent linkages and health system strengthening. Health Policy and Planning, 29(6), p. 685-693, 2013. DOI: https://doi.org/10.1093/heapol/czs132.

CASTELO, Samuel Leite et al. Governança pública e performance: uma revisão sistemática de literatura. Revista Controle, Fortaleza, v. 15, n. 2, p. 289-319, jul./dez., 2017.

CHI, Keon S. Improving Responsiveness. Public Administration Review, v. 59, n. 3 (May - Jun., 1999), p. 278-280, 1999.

CHOURABI, Hafedh; NAM, Taewoo; WALKER, Shawn et al. Understanding smart cities: An integrative framework. In: 2012 45th Hawaii international conference on system sciences. IEEE, 2012. p. 2289-2297. DOI: https://doi.org/10.1016/S0264-2751(97)00026-7.

COELHO, Vera Schattan P.; SZABZON; Felipe; DIAS, Marcelo F. Política municipal e acesso a serviços de saúde. Novos Estudos – CEBRAP, São Paulo, n. 100, p. 139-161, nov. 2014.

DAWSON, Richard E.; ROBINSON, James A. A comment on inter-party competition, economic variables, and welfare policies in the American States. The Journal of Politics, v. 25, n. 2, May, p. 265-289, 1963. DOI: https://doi.org/10.2307/2127465.

ERKIP. Feyzan Beler. The distribution of urban public services: the case of parks and recreational services in Ankara. Cities, v. 14, n. 6, p. 353-361, 1997.

GOBETTI et al. Impactos redistributivos (na Federação) da reforma tributária. Carta de Conjuntura. Disponível em: https://www.ipea.gov.br/cartadeconjuntura/wp-content/uploads/2023/05/230531_nota_17.pdf. Acesso em: 29 set. 2023.

GUY PETERS, B. Governance and public bureaucracy: new forms of democracy or new forms of control?. Asia Pacific Journal of Public Administration, v. 26, n. 1, p. 3-15, 2004.

HARTEMINK, Nikander Arno. Governance Processes in Smart City Initiatives. Amsterdam: Transform / Eindhoven: Triangulum, 2016. Disponível em: http://resolver.tudelft.nl/uuid:f5fd3eb3-1b80-4e6a-9d23-45fc9cf9cfc7. Acesso em: 10 set. 2023.

HEALEY, Patsy. Urban complexity and spatial strategies: towards a relational planning for our times. London: Routledge, 2006.

IBGE, Coordenação de Trabalho e Rendimento. Educação 2022. Disponível em: https://biblioteca.ibge.gov.br/index.php/biblioteca-catalogo?view=detalhes&id=2102002. Acesso em: 31 out. 2023.

JONES, Bryan D.; KAUFMAN, Clifford. The distribution of urban public services: a preliminary model. Administration & Society, v. 6, n. 3, p. 337-360, 1974.

LEON, Nuevo. Complex city systems: understanding how large technical systems innovation arises in cities. IBM Journal of Research and Development, v. 55, n. 1.2, p. 16:1-16:13, 2011.

LOPES, Ana Lúcia de Souza; VIEIRA, Marili Moreira da Silva; SANTOS, Sérgio Ribeiro (org.). Desafios da educação pós-pandemia: impactos da quarentena no currículo e na cultura digital. São Paulo: LiberArs, 2021.

MACIEL, José Fabio Rodrigues; PENHA, Thaluana Alves da. Práticas ESG e o Tribunal de contas do Município de São Paulo. In:

TUMA, Eduardo (coord.). Função social, competência, ESG e governança. São Paulo: Almedina, 2023.

MARTES, Ana Cristina Braga; FALEIROS, Sarah Martins. Acesso dos imigrantes bolivianos ao sistema público de saúde na cidade de São Paulo. Saúde e Sociedade. Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo. Associação Paulista de Saúde Pública. São Paulo, v. 22, n. 2, p. 351-364, 2013. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-12902013000200008

MARTINS, José de Souza. O cativeiro da terra. 9.ed. São Paulo: Contexto, 2015.

MASSONI, Neusa Teresinha. Ilya Prigogine: uma contribuição à filosofia da ciência. Revista Brasileira de Ensino de Física, v. 30, n. 2, p. 2308.1–2308.8, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-47442008000200009

MATTOS, Letícia Pessatti de mattos; PEREIRA, Vitor; PEDROZO, Alexandre. Cidades e esforço fiscal para financiamento do desenvolvimento urbano. Caderno PAIC, [S. l.], p. 340-357, 2023. Disponível em: https://cadernopaic.fae.emnuvens.com.br/cadernopaic/article/view/564. Acesso em: 11 dez. 2023.

MONTEIRO NETO, Aristides. Desenvolvimento regional no Brasil: contribuições do Ipea para uma economia política das políticas regionais. In: BOLETIM REGIONAL, URBANO E AMBIENTAL. Rio de Janeiro: Ipea, n. 30, jul./dez. 2023. (Edição Especial 15 anos), p. 23-32. DOI: http://dx.doi.org/10.38116/brua30

NEW ZEALAND PRODUCTIVITY COMMISSION. Better urban planning: final report, 2017. Extraído de: https://www.productivity.govt.nz/assets/Documents/0a784a22e2/Final-report.pdf. Acesso em: 18 set. 2023.

PORTUGALI, Juval (org.). Handbook on cities and complexity. Cheltenham: Edward Elgar Publishing, 2021.

PORTUGALI, Juval. Complexity, cognition and the city. Berlin: Springer, 2011.

RODRIGUES, Juliana Nunes; MOSCARELLI, Fernanda. Os desafios do pacto federativo e da gestão territorial compartilhada na condução das políticas públicas brasileiras. GeoTextos, v. 11, n. 1, p. 139-166, jul. 2015. DOI: https://doi.org/10.9771/1984-5537geo.v11i1.12714

RUIZ, Isadora; TIGRE, Anja. Smart cities além da tecnologia: Gestão e planejamento para a inovação urbana. Cadernos FGV Projetos, ano 10, v. 9, n. 24, p. 140-156, 2015. Disponível em: https://fgvprojetos.fgv.br/sites/fgvprojetos.fgv.br/files/cadernos_fgvprojetos_smart_cities_bilingue-final-web.pdf. Acesso em: 18 set. 2023.

SECRETARIA MUNICIPAL DE DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA. Indicadores Sociodemográficos da População Idosa Residente na Cidade de São Paulo. São Paulo: Coordenadoria de Políticas para Pessoa Idosa, 2020. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/direitos_humanos/IDOSO/PUBLICACOES/Indicadores%20sociais%20(2).pdf. Acesso em: 13 set. 2023.

SECRETARIA MUNICIPAL DE SÁUDE DE SÃO PAULO. Atlas da Saúde da Cidade de São Paulo. São Paulo: Instituto Via Pública, 2011. Disponível em: https://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/arquivos/publicacoes/atlas_da_saude_da_cidade_de_sao_paulo_2011.pdf. Acesso em: 13 set. 2023.

SOARES FILHO, Marcos Luiz Vieira. Estado e sociedade no Brasil. Novos Estudos, n. 125, p. 142-160, 2023.

SOUZA, Fábio Araujo de. O financiamento da educação na pandemia. Jundiaí: Paco Editorial, 2023.

TRIBUNAL DE CONTAS DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO. Plenário em Foco, 18 nov. 2020. TCMSP autoriza a retomada da licitação para contratação dos chips para tablets na Educação. Disponível em: https://portal.tcm.sp.gov.br/Pagina/19333. Acesso em: 31 out. 2023.

VIGODA-GADOT, Eran; SHOHAM, Aviv; VASHDI, Dana R. Bridging bureaucracy and democracy in Europe: a comparative study of perceived managerial excellence, satisfaction with public services, and trust in governance. European Union Politics, v. 11, n. 2, p. 289-308, 2010. DOI: https://doi.org/10.1177/1465116510363657

WEIDLICH, Wolfgang et al. From fast to slow processes in the evolution of urban and regional settlement structures. Discrete Dynamics in Nature and Society, v. 3, p. 137-147, 1999. DOI: https://doi.org/10.1155/S1026022699000175

Downloads

Publicado

2024-06-28

Como Citar

TUMA, Eduardo. Áreas urbanas e acesso aos serviços públicos : o papel da governança na administração de cidades complexas. Revista Thesis Juris, [S. l.], v. 13, n. 1, p. 72–98, 2024. DOI: 10.5585/13.2024.25289. Disponível em: https://periodicos.uninove.br/thesisjuris/article/view/25289. Acesso em: 14 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.