Utilização do método fingerprint no apoio às práticas de sustentabilidade organizacional

Thiago Michel de Brito Farias, Felipe Araujo Calarge, Adriana Duarte Alves, Marcelo Estevan da SIlva, Fernando Jundi Cazerta, Roseli Fernandes Gennari

Resumo


Para alcançar o desenvolvimento sustentável, devem-se eliminar as modalidades de produção e consumo não sustentáveis, pois as contaminações industriais do solo e da água estão relacionadas ao processo e volume de produção, ao tipo de indústria e a localização geográfica. Dessa forma, o cuidado na gestão de riscos e impactos ambientais torna-se fundamental para que as organizações possam operar dentro de padrões aceitáveis de sustentabilidade ambiental. Neste trabalho, tem-se como objetivo a utilização do método de fingerprinting, com o auxílio da espectroscopia de infravermelho com transformada de Fourier (FT-IR), como ferramenta de controle da qualidade em inspeções de amostras de solos de bacias hidrográficas de diferentes regiões do estado de São Paulo. A identificação de amostras de solos, com análises dos sedimentos transportados em suspensão, possibilitará avaliar as áreas que possam contribuir positivamente para o controle e gestão de resíduos através de inferências sobre o potencial poluidor de sedimentos.

Palavras-chave


Espectroscopia. Qualidade ambiental. Solos. Sustentabilidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v11n1.3892

Direitos autorais



Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2021 Todos os direitos reservados.

Este obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional