Redes neuro-fuzzy subsidiando o balanced scorecard em processo decisório holístico: o caso de uma instituição de educação profissional

Marcelo Prado Sucena, Tathyanne Bou Haya

Resumo


Este trabalho teve como principal objetivo a criação de um modelo matemático usando Redes Neuro-Fuzzy, com a finalidade de gerar indicadores para avaliação holística das métricas do Balanced Scorecard em uma Instituição de Educação Profissional. O modelo permite gerar quatro indicadores parciais, que representam as perspectivas preconizadas no Balanced Scorecard (BSC), e um final, denominado Indicador da Corporação (IC), que agrupa todas as suas métricas. O modelo foi implementado eletronicamente, onde todos os dados processados foram extraídos do painel eletrônico da referida instituição. Pelos indicadores parciais e pelo IC geraram-se séries históricas que representam os meses de 2017. Os resultados demonstraram o ganho gerencial subsidiado pelos indicadores parciais da instituição, que refletem as perspectivas do BSC, que permitiram gerar outros cenários com visão holística temporal, denotando a relação de causas e efeitos.


Palavras-chave


Indicadores; Gerenciamento Empresarial; Modelo Matemático

Texto completo:

PDF

Referências


Adamowicz, E. C., Barboza, A. O., & Sampaio, M. E. de C. e S. (2002, outubro). Redes Neurais e Redes Neuro-Fuzzy aplicadas à análise econômico-financeira de empresas. Anais do XXII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Curitiba, PR, Brasil.

Amendola, M., Souza, A. L. de., & Barros, L. C. Manual do uso da teoria dos conjuntos Fuzzy no MATLAB 6.5. Disponível em: .

Batocchio, A.; Minatogawa, V.L.F.; Anholon, (2016) R. Proposal for a Method for Business Model Performance Assessment: Toward an Experimentation Tool for Business Model Innovation. Disponível em < https://scielo.conicyt.cl/pdf/jotmi/v12n1/art07.pdf>. Acesso em 28 de jan. 2018

Costa I.S.G.; Costa, J.A.C. e Nobrega K.C. (2018). Desenvolvimento de modelo de balanced scorecard para instituições privadas de ensino fundamental e médio. In: Revista Produção Online, 18(4), 1181-1205.

Coutinho, A. R., & Kallás, D. (Org.). (2005). Gestão da Estratégia: Experiências e Lições de empresas brasileiras. Rio de Janeiro: Campus.

Gadelha M.A.; Mâsih R.T. (2007) Alinhamento estratégico em incubadoras de empresas: Proposta de um sistema de gestão baseado no Balanced Scorecard. Disponível em . Acesso em 31 de jan. 2018.

Ghelman, S. (2006) Adaptando o Balanced Scorecard aos preceitos da nova gestão pública. Disponível em . Acesso em 30 de jan. 2018

Gil, A. C. (2008). Métodos e técnicas de pesquisa social (6a ed.). São Paulo: Atlas.

Kaplan, R. S., & Norton, D. P. (1997). A estratégia em ação: BSC. Rio de Janeiro: Campus.

Knoll, A.C. (2018) Gestão estratégica de tecnologia da informação com uso de BSC: uma pesquisa-ação em uma instituição pública federal brasileira Dissertação de mestrado, Universidade Federal de São Carlos.

Lima, J.E.D.R. (2009) Construção e implementação do Balanced Scorecard em uma organização educacional: O caso do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do Rio Grande do Norte – SENAC RN. Disponível em < https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/14970>. Acesso em: 15 ago. 2017

Lutif Junior, Jorge Assef. (2012) Gestão de organização sem fins lucrativos: Uma avaliação de desempenho através do Balanced Scorecard. Disponível em < http://repositorio.ufrn.br:8080/jspui/handle/123456789/15038 >. Acesso em: 15 ago. 2017

Mario, F.A. e Verdu, F.C. (2015) Adoção da perspectiva de empregados no BSC: Análise e proposta de melhoria do controle estratégico em uma rede hoteleira. Disponível em . Acesso em: 30 jan. 2018

Mâsih, R.T.; Marinho, S.V.; Selig, P.M. (2002) A utilização do Balanced Scorecard em empresas sem fins lucrativos: Um estudo de caso. Disponível em . Acesso em: 15 set. 2017.

Medel-González, F.; García-Ávila, L.F.; Salomon, V.A.P.; Marx-Gómez, J.; Hernández, C.T. (2016) Sustainability Performance Measurement with Analytic Network Process and Balanced Scorecard: Cuban Practical Case. Disponível em . Acesso em 05 de fev. 2018.

Medeiros, A.V. de., Souza, F. E. C., & Maitelli, A. L. (2003). Implementação de Um Sistema de Extração de Conhecimento de Redes Neurofuzzy, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, II Workshop Técnico Científico do DIMAp.

Oliveira, D. de P. R. de. (2007). Planejamento estratégico: conceitos, metodologia, práticas (23a ed.). São Paulo: Atlas.

Pereira, F.E. (2014) O Balanced Scorecard na gestão de organizações sem fins lucrativos: O estudo de caso no SENAC/SC. Disponível em . Acesso em: 15 ago. 2017.

Petri, C.A.; Amante, C.J.; Duarte, J.F.; Cunha, P. e De Mello, L.H.W. (2019) A elaboração do planejamento estratégico do IFSC 2015/2019 e o plano anual de trabalho In: Brazilian Journal of Development, v. 5, n. 1, p. 639-654.

Rezende, S. O. (2005). Sistemas Inteligentes: fundamentos e aplicações. Barueri: Manole.

Rodrigues, L.H.; Pantaleão, L.H. e Schuch, C. (2003) Uma abordagem para construção de sistemas de indicadores alinhando a Teoria das Restrições e o Balanced Scorecard. Disponível em . Acesso em: 31 jan. 2018

Ross, Timothy J. (2010) Fuzzy logic with engineering applications 3rd ed.ISBN 978-0-470-74376-8, John Wiley & Sons.

Shaw, I. S., & Simões, M. G. (1999). Controle e Modelagem Fuzzy. São Paulo: Edgard Blücher.

Souza, F.S. (2005) Implementação do Balanced Scorecard (BSC) em uma organização do Sistema S [manuscrito]: O caso SENAI/BA. Disponível em < http://tede.unifacs.br/tede/handle/tede/140>. Acesso em: 15 ago. 2017

Silva, E. L., & Menezes, E. M. (2005). Metodologia da Pesquisa e Elaboração de Dissertação (4ª ed.). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brasil.

Sucena, M.P. (2007). Modelo Fuzzy para Subsidiar a Alocação de Recursos Financeiros em Sistemas de Transportes sobre Trilhos Tese de Doutorado, Universidade Federal do Rio de

Janeiro, COPPE.

Tanaka, K. (1997). An Introduction to Fuzzy Logic for Practical Applications. Nova York: Springer.

Vellasco, M. M. B. R. (2009). Redes Neurais Artificiais. PUC-Rio, Departamento de Engenharia Elétrica, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Wang, DX. (1996). A course in Fuzzy Systems and control. (1a ed.). New Jersey: Prentice-Hall.




DOI: https://doi.org/10.5585/exactaep.v18n3.8823

Direitos autorais 2020 Revista Exacta – Engenharia de Produção

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Tempo médio entre a submissão e primeira resposta de avaliação: 120 dias

Exacta – Engenharia de Produção

e-ISSN: 1983-9308
ISSN: 1678-5428
www.revistaexacta.org.br

Exacta  ©2020 Todos os direitos reservados.