Avaliação de um trecho experimental de pavimentação urbana em concreto asfáltico à quente com resíduos de construção e demolição de obras (RCD) como camada de revestimento

Manoel Lindolfo Queiroz Neto, Enio Fernandes Amorim, Fagner Alexandre Nunes de França, Milany Karcia Santos Medeiros

Resumo


Objetivo do estudo: Apresentar uma proposta de aplicação de resíduos de construção e demolição de obras na fabricação de revestimento asfáltico, como uma alternativa para o aproveitamento desses materiais.

Metodologia/abordagem: Utilizou-se o empregado de ensaios de caracterização física, química e mineralógica e dosagem pelo método Marshall. Em seguida, realizaram-se as análises de um trecho experimental com o uso de traço de mercado, adaptado para a inclusão do RCD. Nesse traço, foi utilizado agregado reciclado contendo brita 1 e areia em substituição ao mesmo agregado do tipo natural na camada de revestimento.

Originalidade/relevância: Em escala mundial, espera-se que a indústria de materiais de construção cresça duas vezes e meia entre 2010 e 2050 (UNEP, 2002). No Brasil, a expectativa é que o setor da construção dobre de tamanho até o ano de 2022 (Cebeds, 2009), conduzindo a um aumento da geração de resíduos. Nota-se que é crucial tomar medidas que visem à gestão de resíduos sólidos por meio de mudanças culturais e tecnológicas, objetivando atender às necessidades de uma sociedade cada vez mais esclarecida e exigente em relação à preservação do meio ambiente. Um dos setores de engenharia que pode promover o uso de agregados reciclados (AR) que requerem menos investimento é o dos pavimentos urbanos e rodoviários (Rezende et al., 2016).

Principais resultados: A partir do programa experimental proposto, observou-se que os agregados oriundos de RCD desempenharam um bom potencial de sua utilização em revestimentos asfálticos à quente, baseado nas análises dos corpos de prova sob os parâmetros volumétricos, pela dosagem Marshall e do trecho experimental no qual, por meio de análises de tráfegos, bem como das condições de rolamento, o pavimento asfáltico obteve resultados bastante satisfatórios.

Contribuições teóricas/metodológicas: Durante o período analisado, foi constatada pouca diferença funcional entre os revestimentos asfálticos contendo e não contendo agregado reciclado. Dessa maneira, o uso bem dosado de um material, que estava sujeito à poluição ambiental, num pavimento com baixa carga de tráfego, torna-se viável do ponto de vista da sustentabilidade, haja vista diminuir o consumo de agregado natural em proveito do reciclado.

Conclusão: Quanto ao agregado reciclado brita 1 concluiu-se que este apresentou bons resultados para uso em pavimentação asfáltica no qual destaca-se algumas boas propriedades obtidas, Abrasão Los Angeles (35%), índice de forma (0,87) se enquadrando no que é estabelecido pelas normas (ABNT) vigentes. No que diz respeito ao trecho experimental percebeu-se que, embora tenha havido pequeno destacamento de placas cerâmicas presentes em sua superfície, este sutil ocorrido não comprometeu o revestimento asfáltico e após 5 meses de análises funcionais o pavimento asfáltico continua desempenhando de forma muito satisfatória bom rolamento aos veículos que por ele trafegam.


Palavras-chave


RCD; Agregado reciclado; Pavimentação; Sustentabilidade.

Texto completo:

PDF (English) PDF

Referências


Bribián, I. Z.; Capilla, A. V.; & Usón, A. A. (2011). Life cycle assessment of building materials: Comparative analysis of energy and environmental impacts and evaluation of the eco-efficiency improvement potential. Building and Environment, vol. 46, p. 1133 - 1140.

Cabral, A. E. B.; Schalch, V.; Dal Molin, D. C. C.; Ribeiro, J. L. D.; & Ravindrarajah, R. S. (2009). Desempenho de concretos com agregados reciclados de cerâmica vermelha. Cerâmica, vol. 55, p. 448 - 460.

Cebeds, A. (2009). Água: fatos e tendências. Brasília: ANA - Agência Nacional de Águas.

Chen, M.; Lin, J.; & Wu, S. (2011). Potential of recycled fine aggregates powder as filler in asphalt mixture. Construction and building materials, vol. 25, p. 3909 - 3914.

Costa Filho, F. C. (2017). Estudo de viabilidade técnica do uso de resíduos oriundos do beneficiamento de Scheelita na composição de concretos asfálticos. 173 f. Dissertação (Mestrado) – Curso de Mestrado em Materiais e Processos Construtivos, Centro de Ciências e Tecnologia, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2017. Cap. 4.

DNIT (2006) - Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transporte. DNIT-ES031/06: Pavimentos flexíveis – Concreto asfáltico. Rio de Janeiro. 14 p.

DNPM (2009) - Departamento Nacional de Produção Mineral. Economia mineral no Brasil. Coordenação. Antônio Fernando da Silva Rodrigues – Brasília – DF, 764 p.

Fernandes, M. G. P.; Junior, A. P. W.; & Ferreira, W. L. G. (2018). Análise do uso de resíduos provenientes da produção de mármore como agregado em misturas asfálticas. 21ª RPU - Reunião de Pavimentação Urbana (RPU) - São Paulo/SP, pp. 1-12.

FIESP (2017) - Federação das indústrias do estado de São Paulo. Cadeia produtiva da construção. Disponível em: Acesso em: 15 Out 2017.

Lourenço, V. M. Q.; & Cavalcante, E. H. (2015). Dosagem de misturas asfálticas do tipo CAUQ utilizando agregados reciclados de resíduos de construção e demolição. 44ª Reunião anual de pavimentação (RAPv), ISSN 1807-5568 - Foz do Iguaçu/PR, pp. 1-12.

Martínez, P. S.; Cortina, M. G.; Martínez, F. F.; & Sánchez, A. R. (2016). Comparative study of three types of fine recycled aggregates from construction and demolition waste (CDW), and their use in masonry mortar fabrication. Journal of cleaner production, vol 118, p. 162-169.

Motter, J. S. (2013). Propriedades de concretos betuminosos usinados a quente com o uso de agregado graúdo reciclado de concreto. Dissertação (mestrado em engenharia de construção civil) - Universidade Federal do Paraná, Paraná/PR. 260 p.

Rezende, L. R.; Marques, M. O.; Oliveira, J. C.; Carvalho, J. C.; Guimarães, R. C.; Resplandes, H. M. S.; & Costa, L. C. S. (2016). Field Investigation of Mechanic Properties of Recycled CDW for Asphalt Pavement Layers. J. Mater. Civ. Eng.

Silva, V. A.; & Fernandes, A. L. T. (2012). Cenário do gerenciamento dos resíduos da construção e demolição (RCC) em Uberaba-MG. Sociedade & Natureza, ano 24, n. 2, p. 333-344.

Sinisterra, F. Q. (2014). Aplicabilidade de resíduos reciclados da construção e demolição como agregados em misturas asfálticas. Tese (doutorado) – Universidade de Brasília, Brasília/DF. 168p.

Souza, M. V. R.; Sinisterra, F. Q.; Farias, M. M.; & Gómez, A. (2012). Avaliação mecânica de um concreto betuminoso usinado a quente confeccionado com agregado de resíduo de demolição reciclado. XVICongresso Brasileiro de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica (Cobramseg) - Porto de Galinhas/PE, pp. 1-9.

UNEP (2002) - UN Environment Programme. GEO3 - Global environment outlook 3.0: past, present and future perspectives. Nairobi: Unep.




DOI: https://doi.org/10.5585/geas.v9i1.16108

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Revista de Gestão Ambiental e Sustentabilidade

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Rev. Gest. Ambient. Sustentabilidade, São Paulo, SP, Brasil. e-ISSN: 2316-9834

Rua Vergueiro, 235/249 - Liberdade, São Paulo - SP (Brasil), Cep: 01504-000

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional