Desperdícios em instituições hospitalares

Francisco Sacramento

Resumo


Algumas questões nortearam o desenvolvimento deste artigo: quais são as fontes de desperdícios nas Instituições Hospitalares? Por que elas estão presentes? Existe alguma relação entre visão organizacional e essa realidade? Em que medida as eventuais disfunções organizacionais estão relacionadas ao processo de gestão e formação do profissional? Para tentar equacionar essas questões, discuti-las e obter as devidas respostas, analisamos diferentes cenários relacionados ao tema e sua magnitude no caso brasileiro. Assumimos, como teoria de base, as propostas e práticas defendidas e utilizadas por OHNO (1997) e as reflexões de diferentes estudiosos da Administração. Avaliamos ainda diferentes tipos de desperdícios, assim como apuramos dados oriundos de pesquisas paralelas, para, ao final, apresentar algumas conclusões e recomendações.


Palavras-chave


desperdício; custo; gestão; visão estratégica; sincronismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/ijsm.v1i1.9

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE



Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM)
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE)
e-ISSN: 2176-0756
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae

Copyright © 2020 Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM) All rights reserved.
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE) ©2020 Todos os direitos reservados.