Critical success factors in the management of cooperatives of coffee growers

Thiago Heleno Mariano, Marcelo José Braga

Abstract


Objective: The present paper aims to identify the Critical Success Factors for the management of cooperatives of coffee growers. The intention is to contribute to the improvement of management and to subsidize the formulation of strategies in these organizations.

Methodology: A consultation was made to specialists who work with agricultural cooperatives and coffee agribusiness, using the Delphi Technique as a methodological tool.

Originality: Consultation with specialists, through the Delphi Technique, resulted in the identification of important aspects for the formulation of strategies in cooperatives of coffee growers.

Main results: It was identified that the promotion of technical assistance and rural extension activities, professionalization of management, implementation of hedge operations in future markets and reduction of information asymmetries are considered strategic guidelines relevant to coffee growers' cooperatives.

Theoretical contributions: It was possible to validate the Delphi Technique as an effective methodological instrument for the identification of Critical Success Factors. The results of this paper also allow case studies to be carried out in cooperatives of coffee growers, besides serving as a guide for studies that aim to analyze the strategic management process in these organizations.


Keywords


Coffee agribusiness; Agricultural cooperatives; Strategy.

References


ABIC. (14 de outubro de 2017). Cooperativas são responsáveis por 48% da produção de café do país. Fonte: Associação Brasileira da Indústria do Café: http://abic.com.br/cooperativas-sao-responsaveis-por-48-da-producao-de-cafe-do-pais/.

ACI Américas. (s.d.). Principios y Valores Cooperativos. Fonte: Aliança Cooperativa Internacional: https://www.aciamericas.coop/Principios-y-Valores-Cooperativos-4456.

Amaral, A. M., Silva, A. B., Angelocci, M. A., Putti, F. F., Coelho, T. L., Corsini, W. T., Miranda, J. M. (2017). Influência do Certifica Minas Café nas lavouras cafeeiras de Alfenas – sul de Minas Gerais. Coffee Science v 12 n 1, 114-123.

Ansoff, H. I., & McDonnell, E. J. (1993). Implantando a administração estratégica (2 ed.). São Paulo: Atlas.

Barros, G. (2014). Agricultura e indústria no desenvolvimento brasileiro. Em A. BUAINAN, E. ELISEU, J. SILVEIRA, & Z. NAVARRO, O mundo rural no Brasil do século 21: A formação de um novo padrão agrário e agrícola (pp. 479 – 507). Brasília: Embrapa.

Beppler, M. K., Pereira, M. F., & Costa, A. M. (2011). Discussão Conceitual sobre o Processo de Estratégia nas Organizações: Formulação e Formação Estratégica. Revista Ibero-Americana de Estratégia.

Bialoskorski Neto, S. (1994). Agribusiness cooperativo: Economia, Doutrina e Estratégias de Gestão (Dissertação de Mestrado) . São Paulo: Universidade de São Paulo.

Bialoskorski Neto, S., & Souza, J. V. (2004). Formação das Cooperativas de Café no Brasil: uma análise econômica e institucional. III Encontro de Investigadores Latino Americanos de Cooperativismo, (pp. 1-14). São Leopoldo.

Bro, A., Clay, D., Ortega, D., & Lopez, M. (2019). Determinants of adoption of sustainable production practices among smallholder coffee producers in Nicaragua. Environment, Development and Sustainability, v. 21, n. 2, pp. 895-915.

Bronzeri, M. S., & Bulgacov, S. (2014). Estratégias na cadeia produtiva do café no Norte Pioneiro do Paraná: competição, colaboração e conteúdo estratégico. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 16, n. 1, 77-91.

CACCER. (2019). Região do Cerrado Mineiro. Fonte: www.cafedocerrado.org/index.php?pg=regiao

Cavino, V. C. (2012). A experiência de comércio justo de agricultores familiares da cooperativa COOPFAM de Poço Fundo (MG): Identificando os obstáculos e as potencialidades da transição para agricultura de base ecológica (Dissertação de Mestrado). São Carlos, SP: Universidade Federal de São Carlos.

Costa, C. H. (2011). Fatores internos da gestão de riscos de produtores de café do Sul e Sudoeste de Minas Gerais. Lavras, MG: Dissertação, Universidade Federal de Lavras.

Grunert, K. G., & Ellegaard, C. (1992). The concept ok key Success Factors: Theory and Method. MAPP Working Paper.

Leidecker, J., & Bruno, A. V. (1984). Identifying and Using Critical Success Factors. . v. 17, n. 1. Long Range Planning, 17(1).

Lima, M. O., Pinsky, D., & Ikeda, A. A. (2008). A Utilização do Delphi em Pesquisas Acadêmicas em Administração: um Estudo nos Anais do EnAnpad. . Anais do XI SEMEAD - Seminários em Administração - Empreendedorismo em organizações, (pp. 1-20).

Monteiro, F. M. (2012). A aplicação do conceito de fatores críticos de sucesso em diversos ambientes: revisão de estudos empíricos (Dissertação de Mestrado). Lisboa, Portugal: ISCTE-IUL .

Munaretto, L. F., Corrêa, H. L., & Cunha, J. A. (2013). Um estudo sobre as características do Método Delphi e de grupo focal, como técnicas na obtenção de dados em pesquisas exploratórias. Revista de Administração da UFSM, 6(1).

Munro, M. C., & Wheeler, B. R. (1980). Planning, Critical Success Factors and Management´s Information Requirements. MIS Quarterly, 4(4), 27-38.

Nogueira, V. G. C., & Fuscaldi, K. C. (2018). Painel de Especialistas e Delphi: Métodos complementares na elaboração de estudos de futuro. Documentos 5. EMBRAPA, 2018. p. 58.

Oliveira, J. L., Oliveira, S. L., & Souza, A. A. (2005). Custos de comercialização da exportação de cafés especiais por uma cooperativa do sul de Minas Gerais. Contabilidade Vista & Revista (v. 16, n. 1), pp. 31–53.

Ortega, A. C. (2008). Café do cerrado: certificação de origem e desenvolvimento territorial rural . VII CIER – Cultura, Inovação e Território , (pp. 1-17). Coimbra, Portugal.

Pontes, A. C. (2000). Obtenção dos níveis de significância para os testes de Kruskal-Wallis, Friedman e comparações múltiplas não-paramétricas. São Paulo: Universidade de São Paulo.

Rios, L. O. (1998). Cooperativas brasileiras: manual de sobrevivência e crescimento sustentável. São Paulo: STS.

Rockart, J. F. (1979). Chief Executives define their own data needs. Harvard Business Review, 57(2).

Rosalem, V., Silva, E. A., Silva, F. F., & Alcântara, V. d. (2009). Gestão de cooperativas: um estudo sob o olhar do cooperado. Administração Pública e Gestão Social, pp. 46-66.

Silva, W. H., Guaranieri, P., & Carvalho, J. M. (2018). Sustainable practices in the coffee supply chain in the Cerrado Mineiro Region, Brazil. Journal of Operations and Supply Chain Management v. 11, n. 2, 90-100.

Simões, J. C., & Pelegrini, D. F. (2010). Diagnóstico da cafeicultura mineira - regiões tradicionais: Sul/Sudoeste de Minas, Zona da Mata, Triângulo Mineiro/Alto Paranaíba. Belo Horizonte: Epamig.

Tavares, M. C. (2010). Gestão Estratégica. (3 ed.). São Paulo: Atlas.




DOI: https://doi.org/10.5585/riae.v20i1.14375

Refbacks

  • There are currently no refbacks.


Copyright (c) 2021 Iberoamerican Journal of Strategic Management

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM)
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE)
e-ISSN: 2176-0756
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae

Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM) © 2021 All rights reserved.

Is this work licensed with a License
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional