Sustentabilidade em Clusters: Proposição de um Modelo Conceitual

Fabiano Larentis, Rafael Giovanella, Tatiane Pellin Cislaghi

Resumo


A crescente reestruturação produtiva e os movimentos de cooperação aumentam as pressões por redução de custos e incremento de produtividade, com isso acaba-se por gerar a formação de novos arranjos entre as empresas, com ênfase de acordo com o artigo nos clusters. Os clusters formam-se quando os aspectos setorial e geográfico estão concentrados e quando a especialização e a inovação são essenciais para que as empresas atinjam mercados além de suas fronteiras. Este ensaio teórico se propõe a refletir sobre a sustentabilidade dos clusters, levando em consideração a complexidade e a perspectiva de redes. Para tanto, apresenta um modelo conceitual, em formato de espiral, envolvendo aspectos de base (atores, mecanismos de governança, recursos e localização), intermediários (força e abertura do cluster, processos de integração e adaptação, criação/estoque e movimentação de conhecimento, ações de utilização e de exploração) e de resultados (desempenho e sustentabilidade do cluster), em um contexto de ciclo de vida e da dinâmica ambiental.

 

DOI:10.5585/riae.v12i3.1937


Palavras-chave


Clusters; Desenvolvimento Sustentável; Redes

Texto completo:

pdf


DOI: https://doi.org/10.5585/ijsm.v12i3.1937

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM)
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE)
e-ISSN: 2176-0756
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae

Copyright © 2020 Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM) All rights reserved.
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE) ©2020 Todos os direitos reservados.