Transferência reversa de conhecimento: um comparativo entre as subsidiárias de mercados emergentes e subsidiárias de mercados desenvolvidos

Maitê Alves Bezerra, Sidney Costa, Felipe Mendes Borini, Moacir De Miranda Oliveira Junior

Resumo


O objetivo do artigo consiste em contrastar o impacto da rede interna e externa no processo de transferência reversa de conhecimento em subsidiárias estrangeiras no Brasil e de subsidiárias brasileiras no exterior. Em relação as subsidiária estrangeiras foram obtidas cento e setenta e duas empresas, quanto à base de dados referente às subsidiarias de empresas brasileiras, a amostra obtida foi de setenta e oito subsidiárias brasileiras no exterior. Os resultados mostram o impacto da rede para ambos os tipos de multinacionais, porém o mesmo não acontece com a integração.

Palavras-chave


Inovação Reversa; Transferência de Conhecimento Reversa; Subsidiárias Estrangeiras; Redes; Multinacionais Emergentes; Mercados Emergentes.

Texto completo:

pdf


DOI: https://doi.org/10.5585/ijsm.v12i4.2026

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2013 Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM)
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE)
e-ISSN: 2176-0756
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae

Copyright © 2020 Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM) All rights reserved.
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE) ©2020 Todos os direitos reservados.