Práticas estratégicas de orçamentação e faturamento na administração pública: um estudo de caso na Marinha do Brasil

Denise de Almeida Pereira, Fernanda Filgueiras Sauerbronn, Ana Carolina Pimentel Duarte da Fonseca, Marcelo Alvaro da Silva Macedo

Resumo


Nas organizações públicas da administração direta a disponibilidade de recursos financeiros é baseada nos recursos orçamentários a elas destinados anualmente; o processo para utilização dos recursos é definido em legislação e pode ser moroso; e os recursos financeiros não utilizados em um exercício social não são alocados ao exercício subsequente, prejudicando o processo de planejamento de longo prazo. Esse contexto de restrições à ação torna-se particularmente complexo para organizações que atuam na área de Ciência, Tecnologia & Inovação, a exemplo do CASNAV, que pertence à estrutura organizacional da MB e desenvolve projetos de duração continuada, normalmente executados conforme disponibilidade de recursos, principalmente, financeiros. Assim, o objetivo da pesquisa foi analisar como são formadas as práticas estratégicas de orçamentação e faturamento do CASNAV, de forma a lidar com as restrições e regras da administração pública, segundo a percepção dos praticantes envolvidos no processo. Este estudo baseou-se na perspectiva de estratégia como prática social e foi focado no modelo de Whittington (2006). O estudo de caso único teve uma natureza descritiva e a coleta dos dados foi feita mediante entrevistas, observação e análise de documentos e os dados foram tratados pela técnica de análise de conteúdo. Dentre os principais resultados, destaca-se que: (a) a formação das práticas estratégicas está diretamente ligada ao processo de interação com os clientes (b) a flexibilidade para lidar com as restrições orçamentárias ou financeiras está em grande parte relacionada às necessidades dos clientes; e (c) a prática de orçamentação e faturamento é viabilizada, principalmente, pela formalização das atribuições dos praticantes envolvidos no processo, pela proatividade e interação com os clientes e pelas competências gerenciais desenvolvidas internamente.

Palavras-chave


Contabilidade; Gestão Pública; Prática Estratégica; Orçamentação; Faturamento.

Texto completo:

pdf


DOI: https://doi.org/10.5585/ijsm.v15i2.2302

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM)
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE)
e-ISSN: 2176-0756
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae

Copyright © 2020 Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM) All rights reserved.
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE) ©2020 Todos os direitos reservados.