Análise comparativa de redes hospitalares: diferenças entre o público – privado

Carlos Alberto Gonçalves, Rui Fernando Correia Ferreira, Benny Kramer Costa

Resumo


O presente analisa e compara os fatores relacionais – atuação em rede, cooperação e aprendizagem relacional – de duas redes hospitalares, a rede pública FHEMIG (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais) e a rede privada da Região Metropolitana da Grande Vitória (ES). A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas e questionários estruturados com gestores participantes do processo decisório. Os métodos de análise utilizados foram Regressão Linear e Análise de Redes. As hipóteses utilizadas para este estudo são: (i) atuar em rede me leva a cooperar; (ii) cooperar me leva a aprender com a rede, e; (iii) aprender com a rede me leva a reforçar minha atuação. Após a análise dos dados coletados, percebe-se que o elo de cooperação entre os hospitais é muito intenso, principalmente na rede pública. Além disso, os dados inferem que as trocas entre eles funcionam como relações colaborativas, visando à manutenção do sistema de saúde a partir do compartilhamento de competências e recursos.

 


Palavras-chave


Análise de Redes; Cooperação; Aprendizagem Relacional; Hospitais.

Texto completo:

pdf


DOI: https://doi.org/10.5585/ijsm.v16i1.2430

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Revista Ibero-Americana de Estratégia – RIAE

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM)
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE)
e-ISSN: 2176-0756
https://periodicos.uninove.br/index.php?journal=riae

Copyright © 2020 Iberoamerican Journal of Strategic Management (IJSM) All rights reserved.
Revista Ibero-Americana de Estratégia (RIAE) ©2020 Todos os direitos reservados.