ATO INFRACIONAL MIDIATIZADO: A APOSTA DA MÍDIA TELEVISIVA COMO SOLUÇÃO À VIOLÊNCIA ATRAVÉS DA REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL

Bruno Mello Corrêa de Barros, Marília Do Nascimento Pereira

Resumo


Neste ensaio, propõem-se a discussão da abordagem dada pela mídia televisiva quanto aos crimes cometidos por crianças e adolescentes. Assim, objetivam-se desvelar os discursos tendenciosos que visam incutir no senso comum o ideário de redução da idade penal de modo que os informativos jornalísticos e programas policiais revelam uma realidade distorcida quanto ao percentual de crianças e adolescentes que cometem crimes. Ao final, pode-se afirmar que a redução da maioridade penal não é o caminho adequado para a diminuição do índice de violência, o que se vislumbra é o interesse comercial das emissoras de televisão em explorar esse tipo de acontecimento, com preocupação única no lucro e audiência. Para tanto, como ferramenta metodológica o presente estudo contou com o método de abordagem dedutivo.

Palavras-chave


criança e adolescente; mídia; maioridade penal.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/rtj.v4i1.137

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Bruno Mello Corrêa de Barros, Marília Do Nascimento Pereira



Revista Thesis Juris

e-ISSN: 2317-3580
http://revistartj.org.br

Revista Thesis Juris ©2020 Todos os direitos reservados.