Rede de Juventudes do Ceará: desafios e perspectivas na organização das juventudes durante a pandemia da Covid-19

Francisco Ytalo de Lima Silva, Maria Naiane Bezerra de Araújo, Cibele Maria Lima Rodrigues

Resumo


O presente estudo objetivou analisar como a pandemia pela Covid-19 afetou a atuação da Rede de Juventudes do Ceara, no que tange às ações integrativas, formativas e de militância com as juventudes cearenses durante o período de restrição de atividades presenciais. Desse modo, realizamos entrevistas semiestruturadas com cinco coordenadores, através do Google Meet a fim de reunirmos informações e dados para a análise. Os materiais decorrentes das entrevistas foram gravados e, posteriormente, analisados de forma qualitativa. Quanto ao arcabouço teórico e metodológico nos valemos das reflexões de Hall (2003), Foucault (1995), Laclau (1990), Minayo (2002; 2014), Gil (2008), entre outras. Os resultados indicaram a Rede como uma prática de articulação em defesa dos direitos das juventudes. A participação foi apontada pelo(a)s entrevistado(a)s como transformadora em termos culturais e políticos. Nesse momento de pandemia, as desigualdades econômicas impedem maior participação devido à falta de acesso à conexão.


Palavras-chave


juventudes; Covid-19; Ceará; Brasil; rede de juventudes

Texto completo:

PDF

Referências


ALVAREZ, Sônia; Dagnino, Evelina; Escobar, Arturo. (Org.) Cultura e política nos movimentos sociais latino-americanos: novas leituras. Ed.UFMG, 2000.

ANDRÉ, Marli. O QUE É UM ESTUDO DE CASO QUALITATIVO EM EDUCAÇÃO?. Revista da FAEEBA - Educação e Contemporaneidade, v. 22, n. 40, p. 95-103, 16 out. 2019.

CORRÊA, Carolina Salomão. Vulnerabilidades: delimitando o conceito. In: Corrêa, Carolina Salomão. Violência urbana e vulnerabilidades: o discurso dos jovens e as notícias de jornais. Dissertação (Mestrado em Psicologia (Psicologia Clínica)) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Ja-neiro, 2010.

DULCI, Luiza. Como a crise do coronavírus expõe os desafios geracionais. Friedrich-Ebert-Stiftung, 2020. Disponível em: . Acesso em 11 de maio de 2021.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o poder. In Dreyfus, Hubert. & Rabinow, Paul (Org.). Michel Foucault, uma trajetória filosófica: Para além do estruturalismo e da hermenêutica. Forense Universitária, 1995.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. - 6. ed. Atlas, 2008.

GRAMSCI, Antonio. Maquiavel, a política e o Estado moderno (Río de Janeiro: Civilização Brasileira), 1984.

HALL, Stuart. Da Diáspora: identidades e mediações culturais. Ed.UFMG, 2003.

HALL, Stuart. Identidades Culturais na Pós-Modernidade. DP&A, 11ª ed., 2006.

LACLAU, Ernesto. Glimpsing the future. In: CRITCHLEY, Simon; MARCHART, Oliver (Ed.). Laclau: a critical reader. Routledge, 2006. p.279-328.

LACLAU, Ernesto; Mouffe, Chantal. Hegemony and socialist strategy. 2.ed. Verbo, 2001. p.93-148.

LACLAU, Ernesto. Nuevas reflexiones sobre la revolución de nuestro tiempo. Nueva Visión, 1990. p.19-99.

MARX, Karl. Glosas críticas marginais ao artigo: o rei da Prússia e a reforma social de um prus-siano. Práxis, n.5, p.69-91, out./dez. 1995.

MATURANA, Humberto, VARELA, Francisco. A árvore do conhecimento. São Paulo: Palas Athe-na, 2001. (p.7-17)

MBEMBE, Achille. Necropolítica. Arte & Ensaios. n. 32, dezembro, 2016.

MELUCCI, Alberto. Nomads of the present: social movements and individual needs in contemporary soci-ety. Anchor Press, 1989.

MELUCCI, Alberto. “Movimentos sociais, renovação cultural e o papel do conhecimento. En-trevista a Leonardo Avritzer e Timo Lyra” en Novos Estudos Cebrap, Nº 40, 1994.

MELUCCI, Alberto. Challenge codes: collective action in the information age (Cambridge: Cambridge University Press), 2003.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Ciência, Técnica e Arte: O desafio da Pesquisa Social. In: DESLANDES, Suely Ferreira et ali (orgs.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 21ª. ed. Vozes, 2002. p. 9-27

MINAYO, Maria Cecilia de Souza. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec; 14. ed., 2014. 407 p.

MOUFFE, Chantal. Politics and passions: the stakes of democracy. The Pepin Press, Centre for the Study of Democracy, 2002.

RODRIGUES, Cibele Maria Lima. Los “Sin Techo” Una perspectiva teórica. in MAYA, Marga-rita López; CARRERA, Nicolás Iñigo; CALVEIRO, Pilar Calveiro. Luchas contrahegemónicas y cambios políticos recientes de América Latina.Buenos Aires: Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales - CLACSO. (Grupos de trabajo de CLACSO), 2008.

Disponível em: http://biblioteca.clacso.edu.ar/ar/libros/grupos/lopezma/05rodri.pdf . Acesso em: 20 jun. 2021.




DOI: https://doi.org/10.5585/cpg.v21n2.21934

Direitos autorais 2022 Cadernos de Pós-graduação

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Cadernos de Pós-graduação
e-ISSN: 2525-3514
www.cadernosdepos.org.br

Cadernos de Pós-graduação ©2022 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional