Implementação de gestão por processos em uma autarquia Municipal

Aldri Stefani Mosele Gomes de Souza, Dusan Schreiber, Vanessa Theis

Resumo


A Gestão por Processos pode ser definida como ferramenta de controle e transformação dos processos das organizações para a otimização de recursos e minimização de perdas. Considerando-se que o cidadão brasileiro tem exigido, cada vez mais, mudanças para modernizar a administração pública, para que a mesma consiga prestar serviços de alto nível de qualidade e com custos reduzidos, o objetivo desta pesquisa foi o de evidenciar as tarefas que integram o setor de conferência em uma Autarquia de previdência pública do município de Campo Bom, no estado do Rio Grande do Sul, com o objetivo de analisar a possibilidade da implementação da gestão por processos. Em termos metodológicos o estudo possui abordagem qualitativa, objetivo exploratório e descritivo e como estratégia de pesquisa um estudo de caso único, sendo os dados obtidos por meio de entrevistas semiestruturadas, observação participante e pesquisa documental. Os resultados evidenciaram o volume de trabalho e sua complexidade e a necessidade de mudança na estrutura do setor de conferência para viabilizar a implementação da gestão por processos. A principal contribuição do estudo, diz respeito às características práticas e gerenciais, visto que, com o mapeamento dos processos, será confirmada a viabilidade de adoção da gestão por processos no setor analisado, bem como os potenciais benefícios para os servidores envolvidos, acarretando redução de ocorrência de erros e retrabalho, bem como maior agilidade na execução de tarefas. 

 

 

 


Palavras-chave


Processos; Gestão por processos; Administração pública.

Texto completo:

PDF

Referências


Araujo, R. M., & Magdaleno, A. M. (2015). Social BPM: Processos de Negócio, Colaboração e Tecnologia Social.

Baldam, R., Valle, R., & Rozenfeld, H. (2014). Gerenciamento de Processos de Negócio BPM: uma referência para implantação prática.

Barbará, S. (2008). Gestão por processos: fundamentos, técnicas e modelos de implementação: foco no sistema de gestão da qualidade com base na ISO 9000: 2000. Qualitymark Editora Ltda.

Bardin, L. (2011). Análise de Conteúdo/Laurence Bardin; Tradução Luís Antero Reto, Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições, 70.

Bergue, S. T. (2010). Gestão de pessoas em organizações públicas. In Gestão de pessoas em organizações públicas (pp. 599-599). Caxias do Sul; EDUCS; 3 ed

Biazzi, M., & Muscat, A. R. N. (2007). Modelo de aperfeiçoamento de processos administrativos para instituições públicas de ensino superior brasileiras. Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação em Administração, Rio de Janeiro. Anais Enanpad.

Brasil. Lei n0 8.666, de 21 de junho de 1993. Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8666cons.htm. Acesso em: 30 abr 2020.

Brocke, V. J., & Rosemann, M. (2013). Manual de BPM: gestão de processos de negócio. Bookman editora.

Campo Bom. Lei Nº 2275, DE 09/04/2002. Institui o Plano de Classificação de Cargos e Funções do Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores Municipais de Campo Bom - IPASEM, e dá Outras Providências. Disponível em: https://leismunicipais.com.br/a1/rs/c/campo-bom/lei-ordinaria/2002/227/2275/lei-ordinaria-n-2275-2002-institui-o-plano-de-classificacao-de-cargos-e-funcoes-do-instituto-de-previdencia-e-assistencia-dos-servidores-municipais-de-campo-bom-ipasem-e-da-outras-providencias. Acesso em: 30 abr 2020.

Chang, J. F. (2016). Business process management systems: strategy and implementation. CRC Press.

Contador, J. C., De Sordi, J. O., de Lourdes Marinho, B., & de Carvalho, M. F. H. (2005). Gestão do conhecimento aplicada à gestão por processos: Identificação de funcionalidades requeridas às soluções de Business Process Management System (BPMS). RAI-Revista de Administração e Inovação, 2(2), 5-18.

De Sordi, J. O. (2017). Gestão por processos. Editora Saraiva.

Ferreira, V. C., Silveira, M. C., Oliveira, K. P., & Moraes, C. E. S. (2014). Contribuições do gerenciamento de processos para a administração pública mineira. Reuna, 19(1), 5-28.

Gespública, Governo Federal. (2010). Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização. Guia de gestão de processos do Governo.

Gespública, Governo Federal. (2016). Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização. Instrumento para Autoavaliação da Gestão Pública – Guia Prático de Aplicação. Brasília; MP, SEGEP.

Gonçalves, J. E. L. (2000). As empresas são grandes coleções de processos. Revista de administração de empresas, 40(1), 6-9.

Gulledge, T. R., & Sommer, R. A. (2002). Business process management: public sector implications. Business Process Management Journal. 8 (4), 364-376.

Gyory, J. T., Cagan, J., & Kotovsky, K. (2019). Are you better off alone? Mitigating the underperformance of engineering teams during conceptual design through adaptive process management. Research in Engineering Design, 30(1), 85-102.

Hammer, M. (2001). A agenda: o que as empresas precisam fazer para dominar esta década. Rio de Janeiro: Campus.

Harmon, P. (2019). Business process change: a business process management guide for managers and process professionals. Morgan Kaufmann.

Klun, M., & Trkman, P. (2018). Business process management–at the crossroads. Business Process Management Journal, 24(3), 786-813.

Pavani Junior, O., & Scucuglia, R. (2011). Mapeamento e gestão por processos–BPM. São Paulo: M. Books.

Roesch, S. M. A. (2005). Projetos de estágio e de pesquisa em administração: Guia para estágios, trabalhos de conclusão, dissertações e estudos de caso. 3. ed. São Paulo, SP: Atlas.

Slack, N., & Brandon-Jones, A. (2018). Operations and process management: principles and practice for strategic impact. Pearson UK.

Wagner, J. (2020). Comportamento organizacional. Saraiva Educação SA.

Yin, R. K. (2015). Estudo de Caso-: Planejamento e Métodos. Bookman editora.




DOI: https://doi.org/10.5585/iptec.v9i1.17302

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2021 Revista Inovação, Projetos e Tecnologias – IPTEC

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Revista Inovação, Projetos e Tecnologias - IPTEC

e-ISSN: 2318-9851
www.revistaiptec.org

Revista Inovação, Projetos e Tecnologias - IPTEC ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional