O pensamento comunitarista: uma análise do conflito cultural da “lei do véu islâmico” na França, na perspectiva de Charles Taylor

Juliano Aparecido Rinck

Resumo


Esse artigo tem como objetivo aferir, de maneira científica e metodológica, o conflito existente entre o Universalismo e o Comunitarismo na questão dos Direitos Humanos, tendo como base de discussão o caso das mulheres islâmicas na França, a partir do pensamento do filosofo comunitarista Charles Taylor, ao tratar da importância do reconhecimento dos indivíduos pelo meio no qual estão inseridos, ou seja, pelos outros agentes sociais pela própria sociedade: hoje o aparato estatal.

Palavras-chave


Charles Taylor. Comunitarismo. Direitos humanos. Política de reconhecimento.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5585/prismaj.v10i1.2772

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Prísma Jurídico

e-ISSN: 1983-9286

ISSN: 1677-4760
www.revistaprisma.org.br

Prísma Jurídico ©2021 Todos os direitos reservados.

Esta obra está licenciada com uma Licença 
Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional